You are here

Venezuelanos já comem comida de cachorro, diz ONG 

Falta de alimentos multiplica casos de saques em várias partes da Venezuela; confrontos com a polícia deixam 4 mortos em Mérida

access_time

13 jan 2018, 00h28

A crise na Venezuela atingiu um novo patamar nos últimos dias. A Provea, ONG de defesa dos direitos humanos, percorreu supermercados em Caracas e constatou que os venezuelanos começaram a consumir comida para cachorro e ração de galinha. Nesta quinta-feira, quatro pessoas morreram em saques e confrontos com a polícia causados pela falta de comida, aumentando para sete o número de mortos nas últimas duas semanas.

Carlos Patiño, um dos diretores da Provea, disse nesta sexta-feira ao Estado que rumores de que a população estava consumindo comida para animais fizeram a ONG percorrer vários supermercados de Caracas, nos últimos dias de dezembro e no início de janeiro. Entre os locais visitados está o Ipsfa, no Centro Comercial Los Proceres, shopping center de um bairro de classe média da capital.

A primeira constatação foi a presença de uma espécie de embutido congelado para cachorro sendo comercializado nas gôndolas, em lugar de carne para consumo humano. Ao entrevistar as pessoas que compravam o produto, os pesquisadores escutaram histórias parecidas envolvendo receitas diferentes. Alguns preparavam a comida para cachorro com ovos mexidos. Outros, faziam uma gororoba com arroz, para disfarçar o sabor.

Saiba mais

Venezuelanos já comem comida de cachorro, diz ONG 

Source

Related posts