You are here

Valdir Espinosa é demitido do Grêmio e desabafa: ‘Não sei se é traíragem ou burrice’

Na tarde desta quinta-feira, o agora ex-membro da diretoria gremista, Valdir Espinosa revelou que foi demitido pelo clube. Membro ativo das primeiras conquista de Mundial e Libertadores pelo time tricolor gaúcho, Espinosa se emocionou ao se despedir do clube e disse ainda não ter avisado Renato Gaúcho, com quem possui boa relação.

“Não sou melhor que ninguém, mas tenho uma história no Grêmio mínimo merece respeito. Me davam horários e onde eu tinha que comparecer para assistir os treinamentos sub-12, sub-15 e sub-17, apenas para eu ver os treinamentos e dizer quem era bom e quem era ruim”, revelou o ex-dirigente.

“Aí eu disse ‘Nunca disse: sou campeão de Libertadores, sou campeão do mundo, mas parece que eu vou ter que dizer. Porque um campeão assim não fica sentado em uma arquibancada para ver garoto”, desabafou Espinosa.

Valdir contou que esta situação seguiu acumulando e, antes do treino desta quinta, ele se reuniu com Odorico Roman, Saul Berdichevski e André Zanotta, todos membros da direção de futebol gremista, que decidiram por sua demissão.

“Eles perguntaram se seria de comum acordo e eu disse ‘De maneira alguma. Vocês estão me mandando embora, eu vou dizer a verdade, espero que a verdade de vocês seja igual a minha e, se não for, vamos sentar frente a frente e vamos falar para dizer quem está certo’, continuou.

Na sequência, o antigo dirigente disse não ter falado com Renato Gaúcho ainda e fez um pedido à torcida do clube gaúcho.

Source

Related posts

Leave a Comment