You are here

Um novo tempo para a Citroën

“Este será o ano da Citroën”. Foi assim que Ana Theresa Borsari, presidente do grupo PSA no Brasil, deu início aos trabalhos de apresentação do novo C4 Lounge. O modelo fabricado na Argentina foi lançado para o Brasil em evento, na última semana, em Buenos Aires. Com a frase, a executiva se referia exatamente a duas situações distintas. Primeiro, a unificação na administração das marcas Peugeot e Citroën no Brasil, ambas pertencentes à holding PSA, mas que, desde sua chegada ao país, há mais de 20 anos, vinham sendo conduzidas em operações separadas.

Mas não será apenas em termos de gestão que o grupo PSA promete se destacar em 2018. A segunda situação a que Ana Theresa se referia era que um dos melhores produtos elaborados pela marca francesa está a caminho do Brasil. Borsari se referia ao Citroën Cactus, que foi mostrado como carro-conceito no Salão de Paris de 2014 e será fabricado em nosso país.

A estrela da vez

O dia ainda estava longe de terminar em Buenos Aires, e a principal estrela do evento era mesmo o renovado sedã C4 Lounge, motivo da reunião na terra do tango. As mudanças na linha 2019 do charmoso carro francês baseiam-se em dois pilares: visual e tecnologia.

Começando pela parte que logo chama a atenção ao primeiro olhar, a dianteira ganhou novos elementos, com faróis Full-LED nas versões mais caras e para-choques mais destacados, que trazem elementos cromados em ‘C’ nas extremidades, onde se inserem os faróis de neblina. Essa assinatura reforça que o modelo pertence à família C4, assim como o C4 Picasso.

Na traseira, as lanternas em LED com lentes tridimensionais estão com um novo layout e passam a ser interligadas por uma barra cromada na tampa do porta-malas. As rodas de liga leve de 17 polegadas também são novas.

Na cabine, o C4 Lounge recebeu uma nova central multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque com contornos em preto brilhante. Ela incorporou os comandos do ar-condicionado e vem com conectividade Apple CarPlay e Android Auto. Já o quadro de instrumentos agora é todo digital, com indicador de condução econômica, porém não traz a tecnologia TFT ou opções de personalização.

O jornalista viajou a convite do grupo PSA

 

Número de versões é enxuto

Além de trazer um bom recheio de itens de série, o C4 Lounge 2019 ganhou uma inédita versão para Pessoas com Deficiência (PcD), a partir de R$ 69.990. O modelo tem também as versões Feel (R$ 93.920) e a top de linha Shine (por R$ 102.730). Em todas as três versões, o carro segue equipado com o motor 1.6 THP flex, de 166/173 cv de potência e câmbio automático de seis marchas.

Desde a nova versão básica, voltada ao público PcD, o C4 Lounge vem equipado com ar-condicionado digital de duas zonas, rodas de liga leve aro 16, controle eletrônico de estabilidade, alarme, trio elétrico. A lista inclui ainda luzes diurnas e lanternas em LED, faróis de neblina, quadro de instrumentos digital, além de central multimídia de sete polegadas com tela responsiva e compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Já na versão Feel, o carro ganha ainda airbags laterais, sensor de chuva e acendimento automático dos faróis, além de GPS, câmera de ré, retrovisor interno com sistema antiofuscamento, volante e bancos revestidos em couro e rodas de liga aro 17. O C4 Lounge Shine, top de linha, acrescenta faróis full-LED, airbags de cortina, rodas de liga diamantadas e teto solar panorâmico. Não há itens opcionais. A única coisa cobrada à parte é a pintura metálica ou perolizada.

Ficha técnica

Motor. 1.6 flex, 16V, turbinado, quatro cilindros em linha e sistema de injeção direta

Potência. 166/173 cv a 6.000 rpm, com gasolina e etanol, respectivamente

Torque. 24,5 kgfm a 1.400 rpm (com etanol)

Câmbio. Automático de seis marchas

0 a 100 km/h. Em 9,4 segundos (com etanol)

Velocidade máxima. 215 km/h

Tamanho. 4,62 m de comprimento, 2,10 m de largura, 1,50 m de altura, 2,71 m de distância entre-eixos

Porta-malas. 450 L

Source

Related posts