You are here

STF retira de Moro citações de Lula e Mantega em delações da JBS

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira retirar das mãos do juiz federal Sérgio Moro, de Curitiba, a condução de investigações a partir das delações de executivos da JBS que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, repassando-as para a Justiça Federal em Brasília.

Lula e Mantega durante reunião em Brasília
  15/9/2009     REUTERS/Roberto Jayme

Lula e Mantega durante reunião em Brasília 15/9/2009 REUTERS/Roberto Jayme

Foto: Reuters

O colegiado atendeu a um pedido dos advogados de defesa dos petistas. Inicialmente, o ministro Edson Fachin, relator da JBS no Supremo, havia remetido as cópias das menções a Lula e Mantega para a Justiça Federal em Brasília e também para o Paraná.

As citações aos dois foram feitas pelo empresário Joesley Batista e pelo ex-diretor do grupo J&F Ricardo Saud, em depoimentos a procuradores no acordo de delação premiada. Joesley havia dito que um saldo de 150 milhões de dólares de contas de propina no exterior destinavam-se a gastos com Lula e com a ex-presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, Mantega operaria essas contas. Todos negam.

Na sessão da Segunda Turma, a maioria entendeu que os depoimentos só devem ser remetidos para a Justiça Federal de Brasília, uma vez que não há razão de enviá-los para Curitiba, porque não há qualquer relação com a operação Lava Jato. Foram favoráveis à mudança Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Fachin, contrário à mudança, foi voto vencido – o ministro Dias Toffoli não participou da reunião.

Todos querem se beneficiar do novo NAFTA


Reuters

Reuters – Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

Source

Related posts

Leave a Comment