You are here

Sete delatores vo depor a Moro sobre stio de Atibaia – Politica

Na den
Na denncia de 168 pginas envolvendo o stio de Atibaia, 39 testemunhas foram arroladas pela fora-tarefa; 20 so delatores (foto: DENNY CESARE/CDIGO19/ESTADAO CONTEUDO)

Menos de duas semanas depois de enfrentar julgamento no Tribunal Regional Federal da 4ª Regio, o ex-presidente Lula ser alvo, novamente, de delatores, desta vez no processo em que acusado de ser dono do Stio Santa Brbara, em Atibaia. Na primeira semana de fevereiro, sete testemunhas de acusao – todos colaboradores – vo depor ao juiz federal Srgio Moro no caso que envolve supostas propinas da OAS e da Odebrecht.

O imvel em Atibaia, em nome de Fernando Bittar, filho de Jac Bittar, ex-prefeito de Campinas pelo PT, piv de mais uma ao penal em que Lula ru por corrupo passiva e lavagem de dinheiro. O Ministrio Pblico Federal sustenta que as reformas bancadas pela Odebrecht e a OAS dissimularam pagamentos de R$ 1 milho ao ex-presidente.

No dia 5 de fevereiro, os marqueteiros Joo Santana e Mnica Moura, que confessaram ter recebido pagamentos da Odebrecht no exterior para realizar as campanhas petistas, vo depor.

No mesmo dia, est marcada a audincia do ex-gerente da rea Internacional da Petrobrs, Eduardo Musa, que admitiu direcionar licitao na estatal para o grupo Schahin para sanar dvida de R$ 60 milhes com o partido no caso que envolveu emprstimo fraudulento ao pecuarista Jos Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente.

Dois dias depois, na quarta-feira, 7 de fevereiro, Milton e Salim Schahin vo prestar depoimentos. Segundo a Lava Jato, do grupo teria sado parte dos recursos para bancar reformas no stio. O procuradores sustentam que, por meio de 23 repasses, R$ 150 mil oriundos de contratos para a operao da sonda Vitria 10.000 entre Schahin e Petrobrs foram destinados ao acabamento do Santa Brbara, ‘adequando-o s necessidades da famlia do ex-presidente’. Os valores teriam sido operacionalizados por Bumlai.

Para o mesmo dia, ainda esto marcadas audincias com o engenheiro Marcos de Almeida Horta Barbosa, que aderente ao acordo de lenincia da Odebrecht com o Ministrio Pblico Federal e o ex-presidente da Braskem Carlos Alberto Fadigas, um dos 77 delatores da empreiteira.

O ex-deputado Pedro Corra, condenado no Mensalo e na Lava Jato tambm um dos delatores que falaro de Lula em fevereiro. No dia 22, est marcada a audincia do ex-parlamentar do Partido Progressista. Em seu acordo, homologado em 2017, Corra relatou interferncia do ex-presidente Lula junto ao ex-diretor da Petrobrs Paulo Roberto Costa por pagamentos ao partido e que o petista tinha conhecimento de esquemas de corrupo na estatal.

Na denncia de 168 pginas envolvendo o stio de Atibaia, 39 testemunhas foram arroladas pela fora-tarefa; 20 so delatores. Com Pedro Corra, que teve o termo homologado meses depois da denncia, passam a ser 21 os delatores que falaro nesta ao penal.

A reportagem entrou em contato com a defesa. O espao est aberto para manifestao.

Source

Related posts