You are here

“Se jogássemos juntos, ele seria a estrela”

Às vésperas da grande decisão da Liga dos Campeões, o técnico Zinedine Zidane mostrou toda sua confiança no principal jogador de seu time, o atacante Cristiano Ronaldo. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o treinador elogiou a postura de líder do português e afirmou que o camisa 7 seria a estrela do time caso os dois tivessem atuado na mesma equipe.

“Se jogássemos juntos, a estrela da equipe seria Cristiano Ronaldo. É ele quem faz gols e isso é o mais importante”, afirmou. “(O Cristiano Ronaldo) É uma boa pessoa, porque se preocupa com os demais. No entanto, o que mais destaco é que ele sempre quer ganhar. Tem algo dentro dele que faz ele ser um grande líder”, enalteceu.

O treinador também comentou sobre a escolha entre Bale e Isco, principal dúvida na escalação do Real Madrid para a grande final. O galês, que era titular da equipe, acabou se lesionando e, durante este período, viu o espanhol entrar no time e ter uma grande sequência de atuações.

Zidane, no entanto, despistou e abriu até a possibilidade de escalar ambos no time. “Não vou dizer quem vai jogar. Como eu disse na semana passada, são dois jogadores que podem atuar juntos”, declarou.

Em relação ao adversário, Zidane elogiou a evolução ofensiva da Juventus e projetou um confronto totalmente aberto dentro de campo.

“Sabemos que iremos jogar contra uma grande equipe. Os amantes do futebol querem ver uma grande final. A Juve não é uma equipe que só defende, também ataca muito bem. Historicamente sempre tiveram grandes equipes, mas agora tem jogadores ofensivos muito importantes”, analisou. “Não acredito que será uma partida truncada. Acho que será um jogo bastante aberto. E isso é o melhor para todos”, acrescentou.

O treinador espanhol encerrou afastando a pressão de sua equipe e afirmando que não vê um favorito para o título da Liga dos Campeões. “Não há pressão. O (Real) Madrid sabe conviver com isso. Os jogadores vivem isso, os treinadores. Vocês como jornalistas sabem muito bem como é o clube. É uma final que pode acontecer de tudo. Não há favoritos, de verdade. Vamos tentar fazer o máximo possível”, completou.

A grande final da Liga dos Campeões 2016/17 está marcada para este sábado, às 15h45(de Brasília), no Millennium Stadium, em Cardiff, no País de Gales. Se vencer, o Real Madrid chega à sua 12 conquista. Já a Juventus briga pela sua terceira taça.


Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

Source

Related posts

Leave a Comment