You are here

Radares são religados e voltam a multar nas rodovias federais

Os radares de controle de velocidade que estavam desativados desde novembro em todo o Brasil voltaram a funcionar. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou na sexta-feira (29) que todos os 3.005 aparelhos do país estão ativados, incluindo os cerca de 900 instalados em Minas Gerais, Estado com a maior malha rodoviária.

Os equipamentos foram desativados na segunda quinzena de novembro por motivo de restrição orçamentária, segundo o órgão, e também porque várias empresas entraram com processos na Justiça para contestar o Pregão Eletrônico 168, de 2016, publicado pelo Dnit para contratação de serviço de instalação, operação e manutenção dos redutores de velocidade no país. Algumas prestadoras de serviço do departamento chegaram a colocar sacos pretos nos radares nas rodovias, como ocorreu no Vale do Aço.

Na sexta, o Dnit informou apenas que o problema orçamentário foi resolvido com a Portaria 414/2017, do Ministério do Planejamento, que deu um suplemento de R$ 52,5 milhões para a reativação dos controladores de velocidade. Com isso, desde o dia 20 de dezembro, as empresas foram autorizadas a religar todos os 3.005 equipamentos de fiscalização.

Em Minas, eles ficam espalhados por 26 rodovias sob administração do Dnit. A maior parte está concentrada na BR–116, com 211 radares, e na BR–381, com 144, seguida da BR–365, com 103, e da BR–354, com 65. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que, além dos aparelhos do Dnit, que são fixos, há também os radares móveis, usados pelos policiais em pontos aleatórios das rodovias federais diariamente.

Manutenção. Já na BR–040, no trecho de 936,8 km entre o Distrito Federal e Juiz de Fora, na Zona da Mata, há radares desativados, segundo a Via 040. Os 117 aparelhos afixados na rodovia estão em manutenção. A assessoria de imprensa da empresa declarou que há equipamentos fora de funcionamento por conta de reparos, mas não informou se todos os 117 estão desligados.

Vinte desses radares foram instalados pela concessionária em março de 2015, sendo dez no Anel Rodoviário de Belo Horizonte. Desde então, os redutores estão em fase de aferição e homologação pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT). O órgão regulador não deu prazo para a ativação dos equipamentos.

 

Cuidados na hora de viajar

Além de respeitar o limite de velocidade, os motoristas devem tomar outros cuidados na hora de pegar estrada. O primeiro deles começa antes da viagem, com uma revisão do veículo.

“Em caso de chuva, o condutor deve circular até 20% abaixo da velocidade regulamentada”, recomendou o especialista Osias Baptista.

Flash

Alerta. Nas rodovias estaduais, todos os 428 radares estão operando, segundo o governo. Cinco aparelhos foram ativados no Triângulo e Sul, no último dia 12. 

Source

Related posts