You are here

Prefeitura de Salvador abre seleção com 3 mil vagas para o programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ | Bahia

Para participar, basta realizar inscrição, ou atualizar dados no caso de quem já possui cadastro. A seleção será realizada no dia 10 julho.

Residenciais do 'Minha Casa, Minha Vida' serão entregues pela prefeitura (Foto: Reprodução/TV São Francisco)Residenciais do 'Minha Casa, Minha Vida' serão entregues pela prefeitura (Foto: Reprodução/TV São Francisco)

Residenciais do ‘Minha Casa, Minha Vida’ serão entregues pela prefeitura (Foto: Reprodução/TV São Francisco)

A Prefeitura de Salvador abriu seleção com 3 mil vagas para o programa “Minha Casa, Minha Vida”. A informação foi divulgada no Diário Oficial do Município (DOM), nesta quarta-feira (28). As vagas são para os residenciais Recanto do Luar, Margaridas, CEASA III, IV e V, localizados em bairros da capital baiana.

A seleção será realizada no dia 10 de julho. Para participar, é preciso realizar a inscrição no programa. Quem já possuir cadastro, deve atualizar os dados até o dia que antecede o sorteio. A inscrição ou atualização é feita online, por meio do site do programa, ou presencial, nas Prefeituras-Bairro.

Para se inscrever, é preciso ter em mãos RG, CPF e certidão de nascimento dos filhos menores de 18 anos, além do comprovante de residência. O candidato deve preservar a veracidade das informações, sendo exigida a comprovação das informações no momento da convocação.

Serão priorizadas na seleção, famílias que se encontrem em situação de rua e que recebem acompanhamento socioassistencial do Distrito Federal, estados e municípios ou de instituições privadas sem fins lucrativos, com certificação de entidade beneficente de assistência social, e que trabalhem em parceira com o poder público, justificado por declaração do ente público ou da instituição.

Também terão prioridade famílias compostas com filho(s) em idade inferior a 18 anos, comprovado por documento de filiação, e famílias que possuam pacientes com doença crônica que impossibilite o trabalho, confirmado por laudo médico. Além disso, 6% das unidades habitacionais serão reservadas a pessoas idosas, na condição de titulares do benefício habitacional. Outros 6% serão reservados para pessoas com deficiência ou famílias que tenham uma pessoa com deficiência.

Source

Related posts

Leave a Comment