You are here

Pré-carnaval em São Paulo leva 2 milhões às ruas no 1º dia, diz Prefeitura | Carnaval 2018 em São Paulo

O primeiro dia oficial do pré-carnaval paulistano teve 2 milhões de pessoas nas ruas, segundo informou a Prefeitura da capital. O sábado (3) ensolarado foi marcado pelos grandes blocos, que levaram multidões principalmente para as regiões do Parque Ibirapuera, na Zona Sul, e da Avenida Faria Lima, na Zona Oeste.

Apesar de a Prefeitura não ter registrado incidentes graves, houve tumulto no Metrô. A ViaQuatro, concessionária operadora da linha 4, informou que a estação Higienópolis-Mackenzie ficou com as portas fechadas no meio da tarde devido ao acionamento de botões de emergência em carros que circulava entre as estações Paulista e Higienópolis-Mackenzie. Passageiros precisaram ser evacuados. A Linha 2-Verde, que dá acesso à Linha 4 também teve tumulto.

Na região do Ibirapuera, o som que predominou foi o frevo. Sombrinhas de frevo, camisetas e bandeiras de Pernambuco deram o tom dos blocos Frevo Mulher, de Elba Ramalho, e Bicho maluco Beleza, de Alceu Valença.

Elba, paraibana “filha de um pernambucano, músico de orquestra”, como a própria cantora disse de cima do trio elétrico, se apresentou primeiro na Avenida Pedro Álvares Cabral. Abrindo o show com Frevo Mulher, teve um repertório eclético. Os foliões pularam com o axé de Ivete Sangalo e Banda Eva, o soul de Tim Maia e até do samba de Adoniran Barbosa.

Alceu saiu com uma paulistaníssima garoa caindo sobre o público. Elba Ramalho fez uma breve aparição especial em uma apresentação na qual não faltaram hits do Grande Encontro. Alceu falou no trio que o Carnaval de SP está “cada vez maior” e prometeu voltar em 2019.

Outro bloco a levar uma multidão para as ruas da Zona Oeste, na região do Largo da Batata, foi o Casa Comigo, que teve até foliões comemorando pedido de casamento. A estudante Danielle Passos, de 21 anos, foi pedida em casamento na noite desta sexta-feira (2) e foi comemorar o noivado no bloco.

Assim como no ano passado, o bloco animou foliões vestidos com as já tradicionais fantasias de noivas, viúvas e padres e muito bom humor. A festa foi marcada por boa organização, e a qualidade do som e dos músicos em um repertório ousado, que alternou marchinhas clássicas e inéditas, funk, Indie Rock, MPB e Pop.

Source

Related posts