You are here

Prazo para pedir créditos do Nota Legal em dinheiro termina nesta sexta no DF | Distrito Federal

Solicitação deve ser pela internet; depósito dos valores será feito no segundo semestre. Até último balanço, 16,3 mil pessoas haviam indicado número da conta.

Consumidores têm até junho para requerer benefício em dinheiro do Nota Legal (Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)Consumidores têm até junho para requerer benefício em dinheiro do Nota Legal (Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)

Consumidores têm até junho para requerer benefício em dinheiro do Nota Legal (Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)

Quem não tem imóvel ou veículo no Distrito Federal, tem até a próxima sexta-feira (30) para solicitar os créditos do Nota Legal em dinheiro. O valor será depositado em conta-corrente ou poupança no nome do contribuinte, a partir do segundo semestre.

De acordo com o último levantamento da Secretaria de Fazenda, até segunda-feira (26), 16,3 mil pessoas pediram a restituição em dinheiro. Isso representa um total de R$ 1,9 milhão já indicado para o reembolso.

A solicitação deve ser feita pela internet, no site do programa. Para ter direito, o interessado não pode estar em dívida com o Governo do Distrito Federal. No site da Secretaria da Fazenda ou em uma das agências da Receita do DF, é possível negociar os débitos.

Em 2016, mais de 34 mil pessoas fizeram a indicação, o que significou o repasse de cerca de R$ 4,6 milhões. O reembolso mínimo é de R$ 25 e os créditos podem ser acumulados por até dois anos.

Qualquer dificuldade de acesso à área restrita ou de indicação dos créditos deve ser comunicada pelo Atendimento Virtual da Secretaria de Fazenda ou também pela Central de Atendimento 156, opção 3, e nas agências da Receita do DF.

O programa foi criado em 2008 com o objetivo de estimular o consumidor a exigir o documento fiscal nas compras de mercadorias e serviços. Atualmente, o Nota legal tem mais de 1 milhão de pessoas cadastradas.

A intenção é contribuir para o combate à sonegação e munir o governo de informações essenciais à cobrança regular de impostos. Segundo o GDF, a maior parte dos interessados resgata os valores para abatimento no IPVA e IPTU, no início do ano.

Source

Related posts

Leave a Comment