You are here

Polícia chinesa investiga empresa por trás de ônibus gigante futurista

Projeto teria sido usado para levantar dinheiro em plataforma de financiamento coletivo. CEO da empresa por trás do site e veículo foi detido

Em agosto do ano passado, um novo sistema de transporte de massa se apresentou como uma solução para o trânsito pesado na China. Tratava-se de um ônibus elevado que conseguiria passar por cima dos carros e, ao mesmo tempo, transportar 300 passageiros em uma só cabine.  

Agora, ao que tudo indica o chamado TEB-1 (sigla para Transit Elevated Bus) não verá a luz das ruas. Isso porque os seus criadores estão sendo investigados pela polícia chinesa.

De acordo com o site Quartz, a polícia em Pequim está investigando se a companhia por trás do veículo estava levantando dinheiro de forma ilegal através de uma plataforma de financiamento coletivo, a Huaying Kailai.

Bai Zhiming, CEO da TEB Technology Development, que detinha a patente para o ônibus elevado, estava entre as 30 pessoas detidas pela polícia em conexão com o suposto esquema. 

TEB-interna

A imprensa chinesa também reportou que o desenvolvedor não garantiu totalmente o apoio dado ao projeto pelo governo. Isso porque a oferta de investimento ao TEB-1 foi vendida como um fundo privado e os 72 investidores individuais do projeto processaram o site Huaying Kailai, além do CEO, que também administra a plataforma de financiamento. Acredita-se que a empresa tenha arrecadado cerca de US$ 1,3 bilhão para o projeto. 

O ônibus havia sido revelado pela primeira vez em 2010. No ano passado foi apresentado em uma feira de tecnologia de Pequim. Na ocasião, seus desenvolvedores informaram que protótipos do veículo estavam em construção e que cinco cidades já haviam assinado contratos para projetos pilotos.  

Entretanto, o veículo não foi testado nos últimos 11 meses, e as faixas necessárias para o funcionamento estão programadas para serem removidas até o final deste mês.

 


Source

Related posts

Leave a Comment