You are here

“Pensei mais na família do que na carreira”, diz Oscar ao explicar escolha pela China | futebol chinês

Aos 25 anos, Oscar trocava a badalada Premier League pelo Campeonato Chinês. Diante da oferta de receber um dos maiores salários do mundo da bola, o meia brasileiro abdicou de seguir em alto nível na Europa – nunca escondeu que a transferência para o Shanghai SIPG foi por questões financeiras. E não foi por falta de oportunidades, segundo o próprio revelou em entrevista nesta quinta-feira ao jornal inglês “The Guardian”.

– Quando eu conversava com o Shanghai, também negociava com grandes clubes da Europa. Tinha o Atlético Madrid, onde quase fui parar. Gostei do que eles estavam me oferecendo naquele momento. Havia também Juventus, Inter e Milan. Eu tinha algumas opções, mas optei pela China. Depois, eu ainda posso voltar para a Europa. Quando tomei a decisão de vir para cá, pensei mais na minha família do que na minha carreira. Tive outras excelentes ofertas de grandes equipas na Europa. Mas pensei um pouco mais na minha família e, além disso, ainda sou jovem e posso retornar.

Se abriu mão da possibilidade de jogar em gigantes europeus há um ano, Oscar fez questão de deixar a porta aberta para novas oportunidades. Aos 26 anos, ele entende que ainda tem muita lenha para queimar.

Com a China fora de mais uma Copa do Mundo, Oscar tentou explicar os fracassos do futebol na nação mais populosa do mundo – e que não para de investir no esporte. Para ele, os jovens chineses só começam a jogar em alto nível aos 18 anos, enquanto isso acontece no Brasil, por exemplo, aos 13. Além disso, foi questionado sobre o nível da liga local.

Source

Related posts

Leave a Comment