You are here

‘O outro lado do paraíso’: Juvenal humilhará Désirée

Anderson Di Rizzi e Priscila Assum em 'O outro lado do paraíso' (Foto: Reprodução)Anderson Di Rizzi e Priscila Assum em ‘O outro lado do paraíso’ (Foto: Reprodução)

 

Juvenal (Anderson Di Rizzi) humilhará Désirée (Priscila Assum) nos próximos capítulos de “O outro lado do paraíso“.

Tudo começará quando Renato (Rafael Cardoso) sequestrar Tomaz (Vitor Figueiredo) e usar a casa do lapidador como cativeiro. O rapaz também será mantido refém e passará alguns dias sem visitar a noiva. Desconfiada do sumiço, ela aparecerá em sua casa.

Quando Désirée chegar, Renato ameaçará Juvenal com um revólver e mandará o lapidador se livrar dela. Com medo, ele abrirá a porta e dirá que estava no banheiro. Depois, inventará outra mentira:

– Eu torci o pé, difícil ficar me movimentando pela casa. Nem na mina estou indo. Deixei tudo fechado.

– Ah, torceu. Tinha que ter me avisado. Eu vinha aqui cuidar de você.

– Não precisa.

– Lógico que precisa. Nós estamos enrolando com esse casamento, mas vamos casar, sou tua noiva. Podia ter vindo te ajudar. Até banho te dava, Juvenal.

 

LEIA MAIS:

Fabiana será presa

Resumo da semana de 16 a 21 de abril

Clara será rejeitada pelo filho

<b>Xodó será salvo por milagre</b>

 

Em seguida, ela se aproximará para beijá-lo, mas será rejeitada:

– Não quero mais saber de você. Eu não te amo mais. Aliás, nem sei se te amei algum dia. Era mais um passatempo.

– Passatempo, não, Juvenal. Que eu gostava de você e você de mim. Ah, deve estar de brincadeira. Aqui eu estou de Cândida. Lá no quarto sou Désirée e te faço maravilhas. Bora pro quarto que vou te fazer feliz.

Juvenal se recusará e atacará a jovem:

Minha casa não é lugar de quenga. Quenga. Você é só uma quenga que deu mole pra mim. Aproveitei. Agora anda querendo casar. Enrolei. Mas nem quero mais. Nem tenho vontade.

– Nós temos um sentimento, Juvenal.

– Se acreditou no meu sentimento é que é burra. Eu nunca senti nada por você. Agora vai embora. Tenho esmeralda pra lapidar. Vai embora.

– Juvenal, me tocando daqui como se eu não valesse nada. Como uma cachorra.

– É como uma cachorra mesmo. Vira-lata. Vai, vai. Fora! Passa, passa! Vai correr atrás de outro, quenga! Estou livre de você – gritará ele, deixando Désirée arrasada.

 

SIGA A COLUNA NAS REDES

No Twitter: @PatriciaKogut

No Instagram: @colunapatriciakogut

No Facebook: PatriciaKogutOGlobo

Source

Related posts