You are here

Novo Audi A8 é o mais próximo de um carro autônomo

Sinônimo de luxo e agora repleta de tecnologias semi-autônomas, a quarta geração do Audi A8 foi apresentada hoje (11) em Barcelona, na Espanha. A novidade começará a ser vendida na Europa nas versões A8 e A8 L (com entre-eixos alongado) no final de 2017, chegando ao Brasil apenas no segundo semestre de 2018. Por isso, os preços para o mercado brasileiro ainda não foram revelados. 

Leia mais: 
Andamos: no Mercedes-AMG GT R, verde significa acelere
Preparadora cria kit invocado para o Toyota C-HR 
Hyundai divulga dois teasers do i30 mais potente da história 
Honda City é reestilizado com itens indisponíveis no Brasil

Além do luxo característico do modelo topo de linha da marca alemã, o novo A8 é, segundo a empresa, “o primeiro automóvel com condução autônoma nível 3 que será produzido em série”. Vamos então primeiro à tecnologia embarcada. O sedã conta com um assistente de trânsito ativado pelo botão AI no console central. Esse sistema controla o volante, a aceleração e a frenagem, sem que o motorista precise estar com as mãos na direção. De acordo com a Audi, ele atua a até 60 km/h e em rodovias onde uma barreira física separa as duas faixas da pista. 

Além disso, a partir de 2018, serão incluídas gradualmente outras funções como assistente de estacionamento (coloca e retira o carro de vagas, com o motorista podendo monitorar a manobra ao vivo via aplicativo para smartphones de fora do veículo), assistente de garagem e assistente de trânsito. 

Vejas as versões e preços do A8 atual

Suspensão ativa e rodas esterçantes

Outra inovação são as rodas traseiras esterçantes que, dependendo da velocidade, giram na direção ou no sentido contrário do volante para ajudar a contornar curvas ou em manobras de estacionamento. Vale lembrar que o A8 possui tração integral. Esse sistema é novidade na linha da Audi, mas já estava presente em carros da Porsche, da Mercedes-Benz, da Ferrari e da Lamborghini. 

Merece destaque também a suspensão ativa, que eleva ou abaixa cada roda separadamente conforme a necessidade. Esse sistema usa a câmera frontal para detectar buracos e irregularidades no piso. Quando há imperfeições no asfalto, ele aciona pequenos motores elétricos instalados em cada roda para alterar o conjunto de suspensão visando manter a carroceria estável e evitar solavancos. 

Confira ofertas de Audi na sua cidade

A leitura da superfície do asfalto é feita 18 vezes por segundo, sendo capaz de fazer alterações drásticas no comportamento da suspensão em questão de milissegundos. Essa tecnologia também já existe no Mercedes-Benz Classe S.

Como na sua sala de estar

Com 5,17 metros de comprimento, o A8 já exibe um interior extremamente espaçoso. E são 13 centímetros a mais de entre-eixos na versão A8 L. Mas além do acabamento topo de linha, o sedã conta com persianas que podem ser abertas e fechadas eletricamente, assento (opcional) no A8 L com quatro opções de ajustes, apoio para os pés, aquecimento e massagem para os pés e controle remoto no banco traseiro via tela removível do tamanho de um smartphone que regula funções como iluminação ambiente, luzes de leitura e massagem no assento. 

Motorizações

O novo A8 terá duas opções de motor 3.0 V6 turbo, totalmente reformulados, um a diesel de 286 cv e outro a gasolina de 340 cv. Haverá ainda duas versões com um 4.0 turbo de oito cilindros, sendo também um movido a diesel de 435 cv e outro a gasolina de 460 cv, que chegarão ao mercado alemão pouco depois. O topo de linha terá motor 6.0 W12.

Completa a gama o A8 L e-tron, uma versão híbrida plug-in que será lançada posteriormente com um 3.0 TFSI turbo a gasolina e outro motor elétrico que, junto, entregam 449 cv de potência. Sua autonomia no modo elétrico será de 50 quilômetros.

Precisa financiar? Veja quanto vai gastar

O destaque desse sistema híbrido é que ele possui Start/Stop e transmissão inteligentes, permitindo que o motor a combustão seja desligado mesmo com o carro em movimento. Nesse caso, a energia para manter o carro rodando virá de uma bateria no porta-malas. Quando o sistema detecta uma parada eminente, como em semáforos, ele já desliga o motor, diferente dos dispositivos atuais que só desligam quando o carro está totalmente parado. E ao identificar que o caminho à frente está livre, ele automaticamente liga o motor novamente.

Além disso, em rodovias e avenidas expressas, será possível rodar com o motor desligado por até 40 segundos caso seja mantida uma velocidade constante, atuando quando o carro estiver entre 55 km/h e 160 km/h. E se o acelerador for tocado, o motor automaticamente volta a funcionar.

 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)

Instagram (instagram.com/icarros_oficial)

YouTube (youtube.com/icarros)

Source

Related posts

Leave a Comment