You are here

novo Audi A5 Sportback 2.0 TFSI

Nada mais chato que dirigir no trânsito pesado. Pensando em aliviar o tédio causado pelo constante “acelera-freia” dos engarrafamentos, a Audi deu sua contribuição ao introduzir no novo A5 Sportback o Traffic Jam Assist, assistente que assume a condução do carro quando detecta um congestionamento à frente e a velocidade é de até 65 km/h. Trata-se de um primeiro passo rumo à direção autônoma, que tende a se tornar comum a partir da próxima década.

No trajeto do teste de lançamento do novo sedã alemão, que abrangia um trecho urbano na capital paulista, o sistema foi ativado em dois momentos na via expressa da Marginal Pinheiros, quando o A5 foi capaz de acompanhar os outros veículos que trafegavam à frente. Contudo, inicialmente, é preciso certa dose de coragem do motorista para deixar que o carro se conduza sozinho quando acende o ícone que identifica o acionamento do sistema. As experiências, contudo, foram curtas, vez que assim que a velocidade ultrapassava 65 km/h e a fileira de carros à frente se dispersava, o sistema desativava e devolvia o controle ao motorista. Mas, como um passo inicial rumo à direção completamente autônoma, o Traffic Jam Assist se mostra como uma boa prévia do que está por vir.

Apesar de toda essa tecnologia, o novo Audi A5 Sportback, cujas principais novidades você já conferiu aqui no Autopolis, nos faz pensar no quanto seus felizes proprietários realmente utilizarão o “Traffic Jam Assist”. Deixando de lado alguns aspectos que prejudicam o bom funcionamento dos chamados assistentes à condução, como as vias sem faixas pintadas, os “motoqueiros” que trafegam em alta velocidade pelo corredor e a mania dos motoristas brasileiros ficarem mudando de faixa a todo momento como se isso desse alguma vantagem no engarrafamento, fato é que, com 252 cv sob o capô, o melhor do novo A5 é estar ao volante.

Assumindo o controle

Apesar do teste de lançamento não ser dos mais longos, nossa experiência com a versão Ambition plus revelou que a redução de peso da carroceria, o motor 2.0 TFSI e o câmbio S tronic de 7 velocidades, combinaram de tal maneira que o sedã de 1.470 kg se comporta como um compacto esportivo. Graças aos respeitáveis 37,72 kgfm de torque, as acelerações são vigorosas (0 a 100 km/h em 6 segundos, segundo o fabricante) e o carro tem ótima agilidade no trânsito urbano, permitindo avançar pelas vias, mudar de faixas e ultrapassar com facilidade e segurança. As mudanças de marcha quase instantâneas da transmissão S tronic não fará ninguém sentir saudades do CVT Multitronic anterior.  A direção bastante rápida e macia na medida certa permite manobrar sem esforço e contribui bastante para o quesito “prazer ao dirigir”.

Na estrada, mesmo em altas velocidades, o interior é silencioso e permite curtir sem incômodos o som produzido pelos alto-falantes Bang & Olufsen. As suspensões, agora multibraço em ambos os eixos, proporcionam ótima estabilidade e sensação de segurança. O head-up display permite se concentrar no caminho e o painel todo em LCD (Virtual Cockpit) disponibiliza todas as informações do carro de forma configurável ao gosto do motorista. Esses itens, contudo, não são oferecidos na versão Attaction, nem como opcionais.

Os mais exigentes podem reclamar da falta de opção por um motor V6, como já chegou a ser oferecido por aqui no fim da década passada. Contudo, a eficiência do 2.0 TFSI da família EA 888 3B, que simula ciclos de combustão Atkinson e Miller e incorpora tecnologia start-stop, atende perfeitamente à demanda, tanto pelo baixo consumo como pelo bom desempenho. Só por comparação, embora seja menos potente que o antigo 3.2 V6 FSI (252 cv do 2.0 contra 269 cv do V6), a versão mais poderosa do 2.0 TFSI ganha em torque, vez que a V6 oferecia “apenas” 33,7 kgfm entre 3.000 e 5.000 rpm, enquanto o 4 cilindros atual disponibiliza 37,7 kgfm entre 1.600 e 4.500 rpm, o que é um ganho considerável e que impacta diretamente na percepção de desempenho pelo motorista.

O consumo da versão de 190 cv, de acordo com os parâmetros do Inmetro, é de 11 km/l na cidade e 13,4 km/l na estrada. Para o 2.0 de 252 cv, são 9,3 km/l em ciclo urbano e 11,9 km/l em rodoviário.

Vida a bordo

O conforto do interior é primoroso, nitidamente acima do A4, com quem o A5 compartilha a plataforma. Os bancos tem ajuste elétrico mesmo na versão Attraction, os revestimentos são agradáveis aos olhos e ao toque e o couro reveste bancos, volante e forrações. A nova geração do A5 ganhou uma cabine 17 mm mais ampla, graças especialmente aos 21 mm adicionais na distância entre-eixos. Ficou mais espaçosa especialmente na altura dos ombros dos ocupantes e no espaço para os joelhos dos passageiros do banco traseiro.

Retornando um pouco ao assunto “estacionar”, o novo Audi A5 peca por não oferecer câmera de ré em todas as versões. É complicado um carro que custa a partir de R$ 189.990 conte apenas com sensores semelhantes aos de um Volkswagen Gol ou Up. Outros atributos do carro podem compensar essa “falha”, mas, ainda assim, é algo que a Audi poderia corrigir no futuro.

Na extensa lista de tecnologias de segurança e assistência à condução, além do Traffic Jam Assist que citamos na abertura da matéria, destacam-se o Active Lane Assist (que mantem o carro dentro da faixa de rolagem), o Aviso de Saída para Ocupantes (dá aviso luminoso impedindo a abertura da porta caso algum veículo, que pode ser uma bicicleta ou uma moto, esteja se aproximando) e o Alerta para Saída de Estacionamento (que alerta e pré-aciona os freios caso esteja saindo de uma vaga e outro veículo esteja vindo pela via com possibilidades de colisão)

 Conclusão

O novo Audi A5 Sportback é uma evolução de seu antecessor, sem recorrer a mudanças radicais ou conceituais. Melhorou em tudo mas mantém a essência de um sedã com pegada e silhueta mais esportiva. Talvez o único pecado seja a falta da câmera de ré em todas as versões, pois, de resto, o A5 Sportback atende a tudo que um sedã de sua categoria deve oferecer. Vale ressaltar que as arquirrivais Mercedes-Benz e BMW não possuem um concorrente direto para o A5 Sportback e seu jeito fastaback de ser, o que o torna um tanto quanto singular, fato que, por si só, é um apelo que os consumidores desse segmento prezam bastante.

Preços e versões

Attraction 2.0 190 cv – R$ 189.990
Ar-condicionado automático, bancos dianteiros com regulagens e revestimento de couro, faróis bixenônio, abertura elétrica do porta-malas, rodas de 17 polegadas, sensor de estacionamento traseiro, chave presencial, sensores de chuva e crepuscular e piloto automático.

Ambiente 2.0 190 cv – R$ 213.990 
Acrescenta aos itens de série da versão Attraction: painel de instrumentos digital, navegação por GPS, interação com smartphones pela central multimídia, rodas de 18 polegadas, itens de acabamento e bancos da linha Sport.

Ambition 2.0 252 cv – R$ 239.990
Acrescenta aos itens de série da versão Ambiente: tração integral e motor de 252 cv.

Ambition Plus 2.0 252 cv – R$ 268.990
Acrescenta aos itens de série da versão Ambition: faróis de LED, ar-condicionado automático de três zonas, pacote visual S Line, teto-solar com acionamento elétrico, rebatimento elétrico dos espelhos externos, câmera de ré e sensor de estacionamento dianteiro.

Ficha técnica

A5 Attraction/Ambiente

Motor: 2.0 TFSI
Cilindros /cilindrada: 4 em linha/1.984 cm³
Potência: 190 cv entre 4.200 e 6.000 rpm
Torque máximo: 320 Nm entre 1.450 e 4.200 rpm
Tração: dianteira
Transmissão: S tronic, 7 velocidades
Peso: 1.535 kg
Comprimento: 4.733 mm
Largura: 1.843 mm
Altura: 1.386 mm
Distância entre-eixos: 2.824 mm
Tanque de combustível: 54 l
Porta-malas: 480 l
Aceleração 0-100 km/h: 7,5 s
Velocidade máxima: 239 km/h (limitada eletronicamente)

A5 Ambition/Ambition plus

Motor: 2.0 TFSI
Cilindros /cilindrada: 4 em linha/1.984 cm³
Potência: 252 cv entre 5.000 e 6.000 rpm
Torque máximo: 370 Nm entre 1.600 e 4.500 rpm
Tração: integral quattro
Transmissão: S tronic, 7 velocidades
Peso: 1.470 kg
Comprimento: 4.733 mm
Largura: 1.843 mm
Altura: 1.386 mm
Distância entre-eixos: 2.824 mm
Tanque de combustível: 58 l
Porta-malas: 480 l
Aceleração 0-100 km/h: 6 s
Velocidade máxima: 250 km/h

* teste realizado a convite da Audi do Brasil.
Fotos: Divulgação

Source

Related posts

Leave a Comment