You are here

Nissan Kicks passa a ser fabricado no Complexo Industrial de Resende

RESENDE
Modelo mais vendido da marca no Brasil, o Nissan Kicks passa a ser totalmente produzido no Complexo Industrial, oferecendo mais opções aos clientes. Com novas versões, equipamentos e cores, o Kicks foi o centro das atenções em evento realizado ontem na sede da Nissan para os jornalistas. A diretoria da empresa apresentou os veículos à imprensa, detalhando as novidades do modelo, que foi lançado mundialmente no Brasil durante os Jogos Rio 2016. Na ocasião, os visitantes tiveram a oportunidade de fazer um Test Drive com os carros.
Com mais de 5,6 milhões de veículos vendidos no mundo no ano passado, crescimento de 4,2% em relação a 2015, a Nissan buscou inovação para as novas versões, cujos valores variam entre R$ 70,5 mil e R$ 94,9 mil. O investimento para produção do Kicks foi de R$ 750 milhões e possibilitou a contratação de 600 novos funcionários. De acordo com o diretor de Marketing da Nissan do Brasil, Humberto Gómez, inovação é um dos pilares da marca que está no 42º lugar do ranking interbrand das marcas mais poderosas do mundo (a Nissan cresceu 30 posições entre 2012 e 2016).
‘Atrevimento’ também foi uma palavra bastante usada pela empresa para representar as novidades do Kicks. Para o presidente da Nissan do Brasil e também vice-presidente de Administração e Finanças da Nissan América Latina, Marco Silva, esse foi um dos segredos do sucesso alcançado em pouco tempo com a fabricação do modelo. “Nos desafiamos e arriscamos em coisas que não eram comuns de se ver”, frisou, informando que o veículo começa a ser exportado para a Argentina entre o fim deste ano e o início de 2018.
ALTA TECNOLOGIA
O Nissan Kicks é baseado em cinco fatores: design, conforto, tecnologia, performance e segurança. Com um sistema de alta tecnologia, o modelo oferece visão 360 graus com sistema inteligente de câmeras, detecção de objetos em movimento, controle inteligente em curvas com assistência em frenagem, entre outros diferenciais. Progressivo, o carro é ágil e leve para manobras e dispõe de direção elétrica, comandos no volante e revestimento de couro.
Pela primeira vez, o veículo conta com a central multimídia ‘Nissan Multi-App’ que fornece, dentre outras coisas, navegação integrada sensível e interatividade com painel colorido. Outra novidade são os bancos com tecnologia ‘Zero Gravity’, que oferece combinação de apoio para parte pélvica e torácica, e o retrovisor com rebatimento automático ao travamento das portas. No interior, o espaço bem distribuído proporciona mais conforto aos cinco ocupantes. O porta-malas tem capacidade para até 432 litros.
De acordo com o gerente de Engenharia, Ricardo Abe, o controle de chassis também é uma inovação nesse segmento, com estabilizador inteligente de carroceria que controla o movimento para maior conforto e segurança ao motorista. O modelo também oferece controle inteligente em curvas e em freio-motor, controlando a velocidade. As novas versões ainda contêm sistema de segurança com alerta de colisão que visa alertar e auxiliar o motorista em casos de risco de colisão frontal – o sistema emite avisos sonoros e visuais. Caso o condutor não expresse nenhuma reação, o sistema avança para o segundo estágio de frenagem parcial e, posteriormente, para a frenagem de emergência, cujo intuito é evitar ou reduzir o impacto de uma batida.
Veículo leve com 300 quilos a menos que o concorrente, o Kicks oferece toda estabilidade e conforto necessário aos ocupantes como, por exemplo, pacote completo de antirruídos que diminuem o barulho de aceleração e ventos devido ao isolamento acústico.
AS VERSÕES
“Todas as nossas expectativas foram superadas com mais de 200 mil Kicks vendidos em um ano. Com a produção no Brasil, a tendência é continuar crescendo. O Kicks veio para quebrar alguns paradigmas, é um dos mais atrativos da Nissan”, frisou a gerente de Marketing, Juliana Furkuda, que apresentou as novas versões da linha. Além do interior na cor preta, clássico no Brasil, o modelo oferece ainda o interior nas cores bege e marrom. Por fora, a grande novidade é a pintura externa ‘2-Tone’ que consiste em dois tons diferentes de carroceria e teto. Além do carro cinza com teto laranja, já fabricado pela Nissan, outras combinações foram lançadas como branco com preto; prata com preto; e preto com cinza. O novo Kicks Vermelho Malbec também foi apresentado.
No Brasil, a linha oferece cinco versões de produção. Por R$ 70,5 mil é possível adquirir a versão de entrada S CVT com câmbio manual, design de ponta e equipamentos de série. Dispõe de ar-condicionado, alarme perimétrico, bancos dianteiros Zero Gravity, cinto de segurança de três pontas, freios ABS com EBD e assistência de frenagem, rodas de aço de 16 polegadas com calotas, entre outras coisas. O Kicks S equipado com transmissão XTRONIC CVT com moco Sport chegará às concessionárias ainda este mês por R$ 79,2 mil. Além do câmbio, a versão oferece todos os itens de série da S manual com o ‘Pack Safety’ e agrega rodas de liga leve aro 16.
A versão intermediária SV CVT sai por R$ 85,6 mil. Além dos equipamentos contidos na versão anterior, o SV oferece ainda, dentre outras coisas, câmera traseira com imagem integrada à tela do rádio, chave inteligente presencial (I-Key), sistema eletrônico de ignição sem uso de chave, sensor de estacionamento, sistema de navegação integrado ao painel e tela colorida sensível ao toque de sete polegadas.
Versão mais avançada pelo valor de R$ 94,9 mil, o Kicks SL completa a linha nacional com novos equipamentos diferenciados como sistema Multi-App, controle inteligente de chassi, airbags laterais e de cortina, visão 360 graus, acabamento de couro nos bancos, ar-condicionado automático digital, entre outros itens. A opção topo de linha do crossover compacto pode passar a vir ainda com mais um equipamento usado por carros de segmentos superiores: o alerta de colisão com assistente inteligente de frenagem (FCW e FEB), item que será vendido como opcional no pacote ‘Pack Tech’, que inclui ainda os faróis dianteiros com assinatura de LED.
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 46 milhões de pessoas são consideradas portadoras de deficiência (PcD), sendo que 86% pertencem às classes A, B e C. Pensando neste público, a Nissan traçou estratégias do Kicks Brasil com tecnologia exclusiva e acessível, voltadas ao PcD. Uma versão foi lançada especificamente para o público e para táxis.

Source

Related posts

Leave a Comment