You are here

Na crise, rede Atlntica aposta em hotel popular – Economia

So Paulo, 01 – Com seu plano de crescimento atrasado por causa da crise econmica, a rede de hotis Atlntica – dona no Brasil de bandeiras como Radisson, Quality, Comfort e Sleep In, entre outras – vai mudar seu pblico-alvo e investir no conceito econmico. Esse segmento, que hoje corresponde a 12% da rede da Atlntica, dever chegar a, no mnimo, 45% em cinco anos, segundo o novo presidente da companhia, Eduardo Giestas.

O projeto da empresa nacional, a segunda maior do setor no Pas, atrs da francesa Accor, crescer nos prximos anos com a converso de hotis econmicos que hoje usam outras bandeiras, sobretudo no interior. O produto adequado para essas cidades o econmico, diz Giestas. A Atlntica tem 90 unidades em operao, a maioria do segmento de preo mdio, e pretende dobrar esse nmero at 2021.

A estratgia de focar em converso vista como a melhor opo por Giestas para um momento de resultados decepcionantes da hotelaria brasileira, que aumentou sua oferta para se preparar para a Copa de 2014 e a Olimpada de 2016, mas enfrenta uma retrao na demanda em decorrncia da recesso. Diante desse cenrio, a taxa mdia de ocupao dos hotis no Pas caiu quase 10 pontos porcentuais nos ltimos dois anos – de 65,98%, em 2014, para, 56,7% no ano passado. Na Atlntica, a taxa est ao redor de 55%, inferior aos 60% necessrios para remunerar os investidores.

Com o recuo da demanda, a receita dos hotis da companhia caiu 20% nos ltimos dois anos e obrigou a empresa a adiar a meta de atingir R$ 1,2 bilho de faturamento – anteriormente prevista para 2019 e agora projetada para 2021.

No ano passado, foram pouco mais de R$ 600 milhes. Nos primeiros trs meses de 2017, porm, houve uma recuperao de 4%. O setor est se adaptando. Na Atlntica, em 2017, devemos pelo menos manter o resultado de 2016, frisa Giestas.

Segundo o executivo, a empresa no considerou cancelar o projeto de expanso por causa da recesso do Pas ou devido ao desempenho financeiro fraco. Nosso acionista paciente e quer se preparar para uma retomada.

O megainvestidor George Soros, por meio do fundo Quantum Strategic Partners, dono de 74,5% da companhia e o Tao Invest LLC, fundo do Vale do Silcio, detm o restante.

Lazer

Ainda em sua estratgia de recuperao, a Atlntica vem fazendo promoes e aes de marketing para crescer na rea de lazer. A ideia melhorar a ocupao de toda a rede, que tem perfil mais corporativo, nos fins de semana, quando a ocupao cai entre 15 e 25 pontos porcentuais.

Para um analista do setor que no quis se identificar, o segmento de lazer o com maior potencial para a indstria hoteleira hoje, j que o nico que cresceu no ano passado.

Um indicativo disso, diz, a ocupao nos resorts, que alcanou 63,5% em 2017, a mais alta dos ltimos quatro anos. Ele v desafios para a converso de hotis em operao por acreditar que os donos de unidades interessados em mudar de bandeira tm empreendimentos mal localizados ou em mercados fracos.

J o diretor executivo do Fohb, Orlando de Souza, afirma que a troca de bandeira a opo que tem dominado o mercado atualmente, sobretudo devido falta de interesse de investidores em aportarem em novos hotis enquanto a demanda no voltar a crescer.

Apesar de o mercado estar saturado em algumas cidades, como Belo Horizonte, Giestas tambm no descarta trabalhar com novos empreendimentos. Cada cidade um mercado diferente. Ainda h algumas com espao para novos projetos.

As informaes so do jornal

O Estado de S. Paulo.

(Luciana Dyniewicz)

Source

Related posts

Leave a Comment