You are here

Mulher se recusa a ser atendida por negra e é presa por injúria racial

Uma mulher, que não teve identidade revelada, foi presa na tarde de sábado, 6, após se recusar a ser atendida por funcionários negros da delicatessen Bonjour, localizada no bairro da Pituba, em Salvador. O caso aconteceu por volta das 15h, na rua São Paulo.

De acordo com a Polícia Militar (PM-BA), a mulher fez ofensas racistas a uma funcionária do estabelecimento e se recusou a ser atendida por ela. Durante a discussão, uma outra cliente se mostrou indignada com a atitude da mulher e acionou a polícia, que esteve no local. 

Ainda de conforme a PM, a mulher ainda teria desacatado um policial, também negro. Ela foi conduzida para a 16ª Delegacia Territorial (DT/Pituba), porém, como o delegado não estava presente, a mulher foi apresentada na Central de Flagrantes, na antiga região do Iguatemi, onde a ocorrência foi registrada.

Em nota, o estabelecimento reafirmou que a cliente se recusou a ser atendida por funcionários negros e repudiou a situação. “Reforçamos nossa extrema ojeriza a qualquer tipo de atitude preconceituosa. Há mais de 10 anos, desde a sua inauguração, que o staff da Bonjour é formado, em sua grande maioria, de trabalhadores negros – dos quais a Bonjour tem muito orgulho em tê-los em sua equipe. Repudiamos a atitude e esperamos que a mesma não se repita: seja ela em qualquer outra circunstância”.


Source

Related posts