You are here

Motoristas envolvidos em acidente na Imigrantes que deixou 2 mortos estavam com as CNHs cassadas, diz polícia | São Paulo

O acidente ocorreu na altura do km 29, no sentido São Paulo, na noite desta terça-feira (9). Duas famílias, dois casais e 4 crianças, estavam em um Ecosport voltando da Praia Grande para Suzano, onde passavam férias escolares. Segundo testemunhas, o veículo foi atingido por outro carro, uma Mercedes Benz, em alta velocidade. A polícia suspeita que o motorista da Mercedes estava participando de um racha.

O empresário André Micheletti foi preso e levado para o 3º DP de São Bernardo do Campo, onde passou a noite. Ele estava com duas pessoas no carro e ninguém se feriu. Ele deve deixa a delegacia na manhã desta quarta-feira (10) para participar de uma audiência de custódia na Justiça que irá decidir se ele permanece ou não preso. De acordo com a polícia, ele fez o teste do bafômetro e o resultado foi negativo. O motorista da Mercedes vai responder por lesão corporal culposa, homicídio culposo e por dirigir sem carteira.

Após a colisão, a Ecosport que transportava irregularmente 8 pessoas, já que o veículo tem capacidade para 5, pegou fogo.

As duas mães não resistiram aos ferimentos. Juliana do Carmo Gamarra, de 40 anos, chegou a ser socorrida, mas morreu no local. Ela era casada com o motorista da Ecosport. Vitória Alves, de 21 anos, foi resgatada e morreu no hospital. Os feridos, pais e crianças, foram hospitalizados com várias lesões.

André Gonçalves, que diria a Ecosport, teve traumatismo craniano e há suspeitas de que ele tenha tido fratura na coluna. O Samu, bombeiros e concessionária socorrem as vítimas.

As testemunhas que presenciaram o acidente se surpreenderam com a velocidade da Mercedes e de um terceiro veículo que não parou.

“Eu estava mais ou menos a 110, 120 km/h quando passou um Camaro do lado esquerdo e essa Mercedes do lado direito, a mais de200 km/h, porque do jeito que eu estava ela passou muito rápido pela gente. Dois veículos, um próximo do outro, a mais de duzentos por hora, eu considero que seja racha”, afirmou o técnico de fibra ótica Thiago Ronaldo.

A maioria das vítimas foi levada para o Hospital Central de São Bernardo do Campo, entre elas três irmãos, de 1, 3 e 5 anos. Veja o estado de saúde de cada um deles:

– uma criança de 1 ano teve problema pulmonar e foi transferido para Hospital Mário Covas, em Santo André

– um menino de 3 anos fraturou o fêmur e será transferido para Hospital Selharia em Diadema

– uma menina de 5 anos está em estado de observação no hospital de São Bernardo

– um menino de 1 ano, de outra família, teve sangramento no fígado e será levado para Hospital São Paulo

Source

Related posts