You are here

Morre a sexta vítima da chacina em Guarulhos | São Paulo

Homem de 27 anos teve morte cerebral atestada na madrugada e morreu na tarde desta quinta-feira. Outras cinco pessoas foram assassinadas.

Chacina em Guarulhos deixa 5 pessoas mortas e 3 feridas

Chacina em Guarulhos deixa 5 pessoas mortas e 3 feridas

A Secretaria de Saúde informou que Raul Gomes de Brito Cavalcante Ramos, 27 anos, vítima da chacina ocorrida nesta madrugada em Guarulhos, morreu na tarde desta quinta-feira (1º), minutos antes de ser transferido para um hospital estadual da cidade. Raul é a sexta vítima da chacina.

Ele estava internado na UPA São João, onde deu entrada na madrugada, com morte cerebral e múltiplos ferimentos por arma de fogo na região do crânio, tórax e abdome.

Quatro homens armados atiraram nas vítimas que estavam em dois bares na madrugada desta quinta-feira (1º) no bairro Jardim São João, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Segundo a Polícia Civil, foram encontradas 23 cápsulas, sendo 14 de 9 milímetros e nove cápsulas de calibre .45. Ninguém foi preso.

Um sobrevivente da chacina disse ter escutado mais de 30 tiros disparados por quatro homens. Ele também contou suspeitar que as execuções tenham sido feitas por grupo de extermínio formado por policiais militares.

“Foram mais de 30 tiros”, disse a testemunha, que só aceitou falar com o G1 desde que sua identidade não fosse divulgada. “O estranho é que momentos antes e depois da chacina passaram viaturas da Polícia Militar [PM] na frente dos bares.” Apesar das suspeitas levantadas pela testemunha, a principal hipótese investigada pela Polícia Civil é de acerto de contas entre traficantes.

  • Maria da Conceição de Jesus Alves, de 55 anos;
  • Alecsandro de Jesus Alves, de 37 anos;
  • Adelson Leite da Silva, 24 anos;
  • Vanderlei Cavalcante Ramos Melo, de 35 anos;
  • John Lennon Pires de Carvalho, de 26 anos.
  • Raul Gomes de Brito Cavalcante Ramos, 27 anos

Segundo o boletim de ocorrência, outros dois feridos:

Homem de 28 anos baleado três vezes (na perna, no braço e na barriga). O homem foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São João e já recebeu alta.

Homem de 31 anos, baleado quatro vezes (três na barriga e um no braço). Levado ao Hospital Geral de Guarulhos, passou cirurgia, e seu estado é considerado estável.

Com passagens criminais pela polícia, o jovem contou que viu o carro da PM passar pela Estrada Guarulhos-Nazaré por volta da 1h, quando decidiu ir embora de um dos bares. “Eu desconfiei da passagem da viatura da Força Tática da PM e chamei meus parceiros para irem embora, mas eles não quiseram e morreram baleados com tiros na cabeça”, disse o jovem.

Ele disse que, após a passagem da viatura, surgiram quatro homens armados e usando capuzes a pé. Eles atiraram em oito pessoas que estavam dentro e fora dos bares, depois fugiram em carros comuns que os esperavam. Dos baleados, três tinham passagem pela polícia por crimes como roubo, receptação e desacato.

Chacina aconteceu em dois bares de Guarulhos (Foto: Kleber Tomaz/G1)Chacina aconteceu em dois bares de Guarulhos (Foto: Kleber Tomaz/G1)

Chacina aconteceu em dois bares de Guarulhos (Foto: Kleber Tomaz/G1)

“É claro que suspeito que deve ter policial militar envolvido nessa chacina. Muita coincidência eles aparecerem logo após um carro da PM passar. E aparecerem 30 segundos depois da chacina para oferecer ajuda”, afirmou a testemunha. “Deve ser um grupo de extermínio formado por policiais militares.”

O irmão de Adelson estava em casa no momento da chacina e também não quis dar o nome.

O motivo da chacina, segundo o sobrevivente seria o fato de algumas das vítimas terem passagens e os policiais quererem “limpar a região de quem já cometeu crimes no passado”.

Outra vítima é Alecsandro de Jesus Alves, de 37 anos. O pai dele disse que o filho morava na região e frequentava o bar onde morreu. Ele estava sem trabalhar desde o começo de maio, quando pediu para ser demitido de uma transportadora onde era ajudante. Deixou duas filhas, uma de 3 anos e outra de 9 meses.

“É difícil. Por mais que ele seja errado, que ele tinha os vícios dele, bebida, usava a droga dele, mas não merecia morrer assim, não”, afirmou Gilberto Jesus Alves. “Ninguém merece ser morto a bala.”

Quatro homens dispararam contra dois bares em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)Quatro homens dispararam contra dois bares em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)

Quatro homens dispararam contra dois bares em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)

Veja a nota da Secretaria da Segurança Pública:

“A Polícia Civil de Guarulhos informa que o SHPP da Delegacia Seccional do município instaurou inquérito policial para investigar o caso, que aconteceu na madrugada desta quinta-feira (01). Equipes estão em diligências para localizar câmeras de segurança que possam contribuir na identificação dos suspeitos. Das oito vitimas, cinco morreram no local e três foram socorridas aos hospitais da região. No local foram encontradas cápsulas calibre 45 e 9 mm. As investigações estão no inicio e todas as informações estão sendo apuradas.”

Source

Related posts

Leave a Comment