You are here

Ministro da Saúde anuncia liberação de mais de R$ 13 milhões para hospitais do Norte de MG – Politica

[{‘id_foto’: 1131938, ‘arquivo_grande’: ”, ‘credito’: ‘Luiz Ribeiro/D.A Press ‘, ‘link’: ”, ‘legenda’: ”, ‘arquivo’: ‘ns62/app/noticia_127983242361/2017/06/30/880564/20170630194508404472u.jpg’, ‘alinhamento’: ‘center’, ‘descricao’: ”}]

Luiz Ribeiro/D.A Press

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, cumpriu uma extensa agenda em Montes Claros (Norte de Minas), nesta sexta-feira, onde participou de reunião com os prefeitos e anunciou a liberação de R$ 13,9 milhões para a ampliação da atenção básica na região e de verbas e equipamentos para três hospitais da cidade. Ele anunciou o credenciamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) do Hospital Mário Ribeiro e liberação anual de R$ 3 milhões para a unidade. Além disso, oficializou o credenciamento de um novo de atendimento a vitimas de AVC (acidente vascular cerebral) da Santa Casa de Montes Claros, também no valor de R$ 3 milhões.

O Hospital Mário Ribeiro, que é vinculado à rede educacional Soebras, foi inaugurado em 2013 e conta com 300 leitos, dos quais 110 de CTI (Centro de Tratamento Intensivo) e 190 nas demais clínicas. No entanto, até então, a unidade está com a maior parte de suas instalações ociosa, situação que a direção atribui à falta de credenciamento pelo SUS, tendo em vista que somente as receitas do atendimento a particulares e convênios são insuficientes para cobrir o custeio.

Os R$ 3 milhões anuais anunciados por Ricardo Barros representam um teto de R$ 250 mil por mês para pagamento dos serviços prestados a pacientes segurados do SUS. “Estamos dando um sinal de boa vontade para o funcionamento do hospital”, afirmou Barros, que visitou o Hospital Mário Ribeiro e viu de perto vários leitos vazios e equipamentos parados. Ele recebeu um ofício da direção da unidade, pedindo o credenciamento pelo SUS.

Antes de ir à unidade, o ministro visitou o Hospital Dilson Godinho, onde anunciou a liberação de R$ 1 milhão para o serviço de pronto-socorro e de R$ 600 mil como parte de recursos destinados à compra de um novo tomógrafo.

O ministro também esteve na Santa Casa de Montes Claros, onde comunicou oficialmente o credenciamento da unidade de atendimento de AVC, que vai receber R$ 3 milhoes do SUS. O serviço foi implantado em abril deste ano, com recursos da ordem de R$ 1 milhão, doados pela Fundação Rotária Internacional, e com objetivo de atender pacientes de 12 cidades do Norte de Minas.

Encontro com prefeitos

Após a “peregrinação” pelos hospitais, o ministro da Saúde participou de uma reunião com os prefeitos do Norte de Minas, no auditório da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams). No encontro, além de anunciar a liberação de R$ 13,9 milhões para ampliação dos serviços da atenção básica na região, ele fez uma verdadeira prestação de contas.

Entre outros feitos, destacou que em ano de gestão do governo de Michel Temer, os 92 municípios do Norte de Minas já receberam adicional de R$ 35,8 milhões destinados à assistência da população.

Ricardo Barros fez uma apresentação sobre os investimentos e melhorias que tem implementado na saúde. Entre outros aspectos, deu ênfase à aceleração da liberação de emendas parlamentares ao Orçamento da União destinadas à saúde.

Vários deputados federais e estaduais participaram do encontro e usaram a palavra para ressaltar as ações do Ministério da Saúde. Por outro lado, o ministro também ouviu reivindicações e reclamações dos prefeitos.

Barros participou ainda de uma reunião com os prefeitos no gabinete do presidente da Amams, José Reis. Na oportunidade, deu orientações aos chefes de executivos sobre medidas que devem adotar a melhorar a gestão da saude. Uma das recomendações é que os prefeitos devem informatizar todos os serviços. “Precisamos da informatização para controlar mais os recursos e buscar a eficiência do sistema de saúde”, observou o ministro.

Source

Related posts

Leave a Comment