You are here

Microsoft quase fez dos Lumias 950 e 950 XL dois Surface Phones



Não há mais como colocar de outra forma, a linha de smartphones Microsoft agoniza na praia. Lá fora o investimento é mínimo, a própria companhia não acredita mais no Windows 10 Mobile e aqui no Brasil, bem… os modelos foram retirados do site oficial e os próximos updates não chegarão aqui.

Basicamente a linha MÓR-REU: foi passaralho atrás de passaralho, uma série de desenvolvedores pulando fora do barco e um total reestruturação no setor para em teoria dar espaço ao suposto Surface Phone, que já virou lenda urbana. O curioso é que agora sabemos que ele quase existiu, na forma dos mais recentes Lumias 950 e 950 XL.

Eis a ideia por trás do Surface Phone: fornecer dispositivos de ponta para usuários corporativos que suportassem funções mais poderosas do Windows 10 Mobile, como o uso de uma stylus, suporte a smart covers e gestos nas bordas da tela, além de um sensor adicional para reconhecer quando você os pegasse na mão e assim já exibir informações. Os Lumia 950 e 950 XL a princípio teriam tudo isso, aliados a funcionalidades mantidas como Continuum, Cortana e Windows Hello, via reconhecimento de íris.

O conceito apresentado foi descartado, o modelo dos aparelhos foi levemente alterado mas tudo indica que o software estava em estágio avançado de desenvolvimento, o que explica ambos os modelos terem chegado às lojas com uma série de problemas e recursos a menos. A Microsoft teria remendado o Windows 10 Mobile neles às pressas de modo a vendê-los logo e deu no que deu.

Créditos: Windows Central.

A Microsoft pretendia fazer com que ambos os dispositivos fossem totalmente independentes de um desktop, trabalhando como soluções completas e com muito mais recursos que os atuais dispositivos Windows 10 Mobile mas por algum motivo, desistiu. Restaram apenas as fotos e o vídeo do conceito, que você confere abaixo:


Windows Central — This is Microsoft’s ORIGINAL Lumia 950 vision

A Microsoft pagou caro por perder o bonde da história. Ela chegou atrasada, quando não havia mais espaço para um terceiro ecossistema móvel e mesmo que teha apresentado boas soluções, ela nunca deu mais do que ponto de audiência e foi massacrada por iOS e Android. No entanto, fico pensando como a história se desenrolaria caso a empresa realmente tivesse lançado ambos os Lumias da forma como foram inicialmente planejados.

Fonte: Windows Central.


Relacionados: conceito, lumia 950, lumia 950 XL, smartphones, Surface Phone, Windows 10 Mobile, Windows Phone

Source

Related posts

Leave a Comment