You are here

Maternidade de Campinas registra surto de vírus sincicial e bloqueia leitos

Devido a ocorrência de surto de vírus sincicial respiratório, a Maternidade de Campinas decidiu suspender as internações na UTI neonatal, onde ficam bebês recém-nascidos prematuros ou em situação de risco.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Há quatro casos de de bebês com a condição de saúde. Segundo a instituição, a medida é preventiva, para evitar novos casos. O hospital continua funcionando normalmente para o atendimento de casos clínicos, cirúrgicos e ginecológicos.

O vírus sincicial é uma das principais causas de infecções respiratórias em recém-nascidos e crianças pequenas. A infecção pelo vírus sincicial respiratório pode ser grave em alguns casos, especialmente em bebês prematuros e lactentes com condições de saúde subjacentes.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

O quadro clínico dos bebês permanece estável, sendo ainda recomendado todo o monitoramento para evitar a propagação do vírus.

Atendendo a determinação da Secretária Municipal de Saúde (SMS), a Maternidade de Campinas, até que a situação seja normalizada, estará realizando a internação apenas de gestantes de baixo risco das munícipes de 37 semanas completas ou mais de gestação e que, comprovadamente, estejam em trabalho de parto.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Também de acordo com a determinação da Secretaria Municipal de Saúde, a Maternidade informa que mantém o bloqueio de leitos para cesáreas agendadas e gestantes de alto risco.

Além disso, não estão sendo aceitas transferências de recém-nascidos e gestantes de outros hospitais, até que a situação esteja totalmente resolvida.

De ontem até as 9h de hoje foram realizados cinco partos na maternidade. A média diária é de 30 partos por dia.

Como prevenir o vírus sincicial

A orientação dos médicos é que, nesta época do ano, os pais de recém-nascidos evitem aglomerações e receber visitas de parentes e amigos que tenham sintomas comuns de gripe.

Source

Related posts

Leave a Comment