You are here

José Fidalgo fala de Marquezine e dificuldades de atuar no Brasil: “Desafio” – Quem

José Fidalgo, o Constantino de Deus Salve o Rei (Foto: Reprodução/Instagram)

Por Rafael Godinho

José Fidalgo já chegou chamando atenção com seu Constantino, em Deus Salve o Rei, antes mesmo de suas cenas na nova novela das 7h irem ao ar. O ator português arrancou suspiros das brasileiras ao aparecer em cenas quentes com Bruna Marquezine, intérprete de Catarina, sua amante na trama. Em conversa com QUEM, o galã, de 38 anos, contou estar preparado para lidar com esse tipo de assédio e só tem elogios à colega de elenco e à produção do folhetim.

LEIA MAIS: Marcos Oliveira volta à TV em ‘Deus Salve o Rei’: “Estava esquecido, jogado às traças”

“A Bruna é uma atriz muito talentosa, assim como outros atores do elenco. Essas especulações a respeito de nós dois fazem parte do mundo que vivemos. A produção da novela teve que se adaptar aos dias de hoje e a estratégia de divulgação também trabalha nesse sentido. Atualmente, as coisas acontecem muito rápido, as notícias, as informações. Ou você foge disso tudo e vai viver em uma floresta, ou vai viver de uma profissão que não tem nada a ver com isso. A gente tem que se adaptar a essas mudanças e encontrar estratégias”, acredita.

Bruna Marquezine e José Fidalgo (Foto: Reprodução/Instagram)

Consciente da importância das redes sociais para quem trabalha com comunicação, José usa e abusa delas para divulgar seus projetos e se expressar diretamente com o público. “Acho importante nos dias de hoje. Eu tenho Instagram, tenho Facebook e tenho uma página, que se chama crônicas do Fidalgo, que fala um pouco da necessidade de encontrar outras formas de viver nos dias de hoje. Pode ser uma profissão ligada ao artesanato, ou pode ser um doutor, que infartou pela velocidade que você tem que apresentar resultados e decidiu plantar batatas”, detalha.

LEIA MAIS: Tatá Werneck sobre Rafael Vitti: “Estou casada e feliz demais”

Para o bonitão, a sua dificuldade maior no país é a pronúncia correta do idioma. “O desafio é falar o português do Brasil de uma forma coloquial. Eu quero falar o português brasileiro, com o sotaque do Brasil. Mas eu tenho consciência que eu não vou conseguir falar como vocês falam em tempo recorde. Ainda mais adaptando a uma época medieval. Estou fazendo aula de fonética com a professora Leila e ela tem feito um trabalho comigo por meio de filmes, porque acredito que nem o brasileiro sabe a diversidade linguística que existe dentro do próprio país”, explica.

José Fidalgo e Fabrício Mamberti nos bastidores de Deus Salve o Rei (Foto: Reprodução/Instagram)

José também teve que aprimorar o físico e fez aula de esgrima para as cenas de luta. “Aprendi coreografia de luta de espada e fiz um treinamento físico específico para construir o personagem. Eu tive que procurar mais resistência física e flexibilidade. O resto é consequência. O corpo sarado é uma consequência desses dois fatores. Eu vou trabalhar para isso. Ter um corpo bonito para estética vai aparecer a custo desses dois outros fatores”, conta o artista, que desejava há muito tempo participar de uma produção da Globo.

LEIA MAIS: “Surpresa com o carinho”, diz Bruna Marquezine ao ser recebida por fãs em prèmiere de novela

“O convite para eu fazer Deus Salve o Rei surgiu na hora certa. A minha negociação com a Globo já acontecia há setes anos. Havia essa vontade, mas Deus quis que desse certo nesta novela, que é um marco na história da emissora. Todo esse processo é inédito para a Globo e eu fazer parte desta etapa da história da TV é um privilégio. Depois, o personagem que me deram para fazer é um bombom para o ator. Estou amando a experiência”, agradece.

José Fidalgo na coletiva de Deus Salve o Rei (Foto: Reprodução/Instagram)
José Fidalgo antes da caracterização de Constantino, de Deus Salve o Rei (Foto: Reprodução/Instagram)

Source

Related posts