You are here

José Aldo luta para unificar cinturões no Rio de Janeiro

Aldo e Holloway não tiveram problemas com o peso e fizeram uma encarada tranquila - Foto: Divulgação l UFC
Aldo e Holloway não tiveram problemas com o peso e fizeram uma encarada tranquila
Divulgação l UFC

José Aldo Júnior, de 29 anos, e o havaiano Max Holloway, 25, se enfrentam neste sábado, 3, no Rio de Janeiro, pela unificação dos cinturões dos penas na luta principal do UFC 212. O brasileiro é campeão linear e Holloway, interino.

As 12 lutas do evento incluem a de despedida de Vitor Belfort. O carioca de 40 anos sofreu reveses em suas duas últimas apresentações e enfrentará o americano Nate Marquardt. Era para Anderson Silva ser a outra atração da noite, mas a luta foi suspensa devido a Kelvin Gastelum ter testado positivo para maconha no exame antidoping. Silva e o cubano Yoel Romero, atual número 2 do ranking, concordaram em lutar pelo cinturão interino, mas o UFC rejeitou.

Coube então a José Aldo o destaque principal, após ter lutado pela última vez em 9 de julho de 2016. Na ocasião, derrotou o americano Frankie Edgar e conquistou o cinturão interino, recuperando-se do nocaute sofrido antes para o irlandês Conor McGregor.

Aldo também viu o cinturão dos penas ser retirado de McGregor pelo UFC, depois que o irlandês subiu de divisão. Com isso, o título voltou a ser do brasileiro, que entrará no octógono como o campeão linear da categoria.

Paralelamente à luta de Aldo contra Edgar, o UFC promoveu duelo entre Holloway e Anthony Pettis pelo título interino, vencido pelo havaiano. Após essa vitória, em dezembro de 2016, Holloway aceitou enfrentar José Aldo.

Mas mudou de opinião em seguida e a dar razões para adiar o duelo. Alegou uma lesão nos pés, depois uma viagem à Disney e por fim a gravação de um filme. Aldo, então, buscou um adversário nos leves entre os primeiros do ranking, mas todos rejeitaram o desafio. Enquanto isso, Holloway acusava ausência do brasileiro no octógono comparando suas quatro lutas por ano com uma de Aldo nesse período. O discurso dele só mudou do meio da semana em diante.

“A hora de falar acabou, é hora de lutar”, definiu Holloway. “As pessoas sabem que falo pouco, mas quando entro no octógono sou agressivo. Respeito Holloway, mas vou passar por cima dele”, prometeu Aldo.

Em seu cartel, o brasileiro tem 28 lutas, com 26 vitórias, 14 das quais por nocaute, duas por finalização e dez por decisão dos árbitros. Nas duas derrotas sofridas, em uma José Aldo sofreu o seu único nocaute e na outra foi finalizado.

Já seu adversário obteve 16 triunfos em 19 lutas e sofreu três reveses.

As lutas do UFC 212

Card Principal 23h

• Peso-pena: José Aldo x Max Holloway 

• Palha: Cláudia Gadelha x Karolina Kowalkiewicz 

• Médio: Vitor Belfort x Nate Marquardt

• Médio: Paulo Borrachinha x Oluwale Bamgbose

• Meio-médio: Erick Silva x Yancy Medeiros

Preliminar 19h30

• Galo: Raphael Assunção x Marlon Moraes

• Médio: Antônio Cara de Sapato x Eric Spicely

• Galo: Johnny Eduardo x Mathew Lopez

• Galo: Iuri Marajó x Brian Kelleher

• Palha: Viviane Sucuri x Jamie Moyle

• Meio-médio: Luan Chagas x Jim Wallhead

• Galo: Marco Beltrán x Deiveson Alcântara


Source

Related posts

Leave a Comment