You are here

Jornal: Sampaoli teria alertado problemas extracampo e temia Chile fora da Copa | eliminatórias – américa do sul

A ausência do Chile na Copa do Mundo era prevista pelo ex-técnico da equipe, Jorge Sampaoli. Ao menos é o que garante o jornal chileno, “Las Últimas Noticias”. Em sua edição desta quinta-feira, o veículo divulga que, em dezembro de 2015, quando estava prestes a deixar o comando da Roja, o treinador argentino teve um encontro informal com cinco jornalistas da Rádio Agricultura, de Santiago. Por duas horas e meia, o comandante teria desabafado sobre os inúmeros problemas da seleção, que incluem o vício de Vidal de álcool, a falta de integração de Sánchez e a queda técnica de vários jogadores.

As revelações foram expostas pelo jornalista Sergio Gilbert, em artigo escrito no jornal. Gilbert foi um dos cinco escolhidos por Sampaoli para o tal encontro. Àquela altura, o Chile havia disputado quatro partidas pelas eliminatórias, com vitórias sobre Brasil e Peru, empate com a Colômbia e derrota para o Uruguai. Na conversa, o treinador teria exposto seu temor pela não classificação do Chile para a Copa do Mundo. E revelou a dor de cabeça que era tentar segurar Vidal.

– A situação de Arturo (Vidal) é para especialista médico. Quando vínhamos no avião de volta de Lima (após triunfo por 4 a 3, na segunda rodada), me perguntou se podia abrir uma garrafa de cerveja que havia comprado no aeroporto. Disse que não, que haviam dirigentes e outras pessoas. Mesmo assim, com a ajuda de quem era nosso motorista do ônibus, ele e outros conseguiram uma garrafa de whisky. Tive que despedir o motorista, apesar de que sabia que o culpado era Vidal – teria dito Sampaoli, no encontro.

O atual treinador da Argentina também desabafou sobre seu principal craque, Alexis Sánchez. Segundo ele, o atacante do Arsenal pouco interagia com o restante do grupo e “às vezes amanhece com seus fones de ouvido, se senta sozinho e toma café da manhã sem falar com ninguém”. Sobre Gary Medel, Sampaoli foi mais ameno. Disse que o volante deixou de beber. Mas as lamentações foram sobre a crise técnica que a equipe vivia.

– Há jogadores que não dão o tom. Edu (Vargas), cada vez que vejo chegar ao Chile, está pior que antes. Mati (Fernández) já não dá para jogar no nível que quero na seleção. Pinilla só pensa nas festas quando o convoco. Ninguém deles está para enfrentar uma eliminatória como a que temos pela frente. Se seguimos assim, sem fazer nada, e não há mudanças profundas, é difícil que Chile chegue ao Mundial – teria declarado o treinador.

O jornalista revela que Sampaoli pensava em levar uma seleção totalmente renovada para a Copa América Centenário, nos Estados Unidos. O treinador havia sido campeão em 2015 pelo torneio, mas, em janeiro, deixou o comando da seleção. Juan Antonio Pizzi assumiu o posto e também levou a Copa América em 2016. O argentino não se manifestou sobre as revelações do “Las Últimas Noticias”.

Source

Related posts

Leave a Comment