You are here

Inter pode ter maratona com um jogo a cada quatro dias até fim do Gauchão | internacional

Envolto em expectativa, Odair Hellmann aproveita os treinamentos para fazer os últimos ajustes no time titular do Inter, às vésperas da estreia no Gauchão e na temporada, já na quinta-feira, às 21h, contra o Veranópolis, no Beira-Rio. Mas o calendário atribulado em um 2018 de Copa do Mundo faz o treinador abrir os olhos a todos os seus 32 jogadores e praticamente o obriga a rodar o elenco nos quase três meses de Campeonato Gaúcho que se avizinham.

A arrancada no ano reserva, de fato, um caminho repleto de compromissos e com tempo escasso para descanso e recuperação dos atletas. Do debut a uma eventual final do Gauchão, o Colorado pode percorrer uma maratona de 22 jogos em 80 dias até a grande decisão estadual, com uma média de uma partida a cada 3,6 dias (confira na tabela abaixo). Isso, caso avance à quarta fase da Copa do Brasil, em paralelo à disputa no certame gaúcho.

A carga elevada de jogos torna inevitável que o treinador preserve seus principais jogadores e adote uma espécie de revezamento com atletas mais desgastados para evitar lesões. A estratégia para preservações ainda é debatida pela comissão técnica e não foi definida. Tampouco causa preocupação.

Ao longo dos treinamentos, Odair dá bastante atenção à movimentação da equipe reserva, que chegou a anotar seis dos oito gols da goleada sobre o Lajeadense em jogo-treino no último sábado. O técnico não só tem delimitada uma formação alternativa, no 4-1-4-1, como testa os suplentes para executar as mesmas funções dos titulares. O clube, aliás, vasculhou o mercado neste início de ano justamente para garantir peças de reposição a todos os setores.

– Ele (Odair) não falou em relação a isso com a gente. Mas acredito que esteja (pensando em preservar), porque é muito pouco tempo de preparação. Se algo acontecer, ele vai preservar para não perder jogador, não ficar muito tempo parado. Quem entrar vai dar conta do recado – afirma Camilo.

Entre viagens e partidas no Beira-Rio, o calendário permite ao treinador ter apenas uma semana livre para trabalhos a partir da próxima quinta-feira. O Colorado “folgará” entre os dias quatro e 15 de fevereiro, graças ao Gre-Nal do primeiro turno. Válido pela 6ª rodada, o clássico foi marcado apenas para o dia 11de março, em casa.

Os compromissos em excesso não são o único motivo de preocupação de Odair. O técnico ainda bate na tecla do curto tempo de preparação em pré-temporada. Ao todo, o Colorado trabalhará durante 16 dias desde a apresentação do elenco até a véspera da estreia, nesta quarta-feira. Em seu planejamento, o comandante vê o grupo ainda em preparação, mesmo com o calendário em andamento.

– Vai dar 13, 14 dias de treinamento. É pouco. Eu vou trabalhar em 14 dias (com trabalhos com bola). (O Inter) Vai entrar em campo e tentar dar seu melhor. É pouco em termos de pré-temporada. A pré-temporada vai continuar durante um ciclo. Espero que a gente consiga fazer jogo organizado, consistente, que possamos conseguir a vitória. Espero que a gente possa fazer grande estreia – ressalta o treinador.

O Inter faz um último treino antes da estreia em 2018 na tarde desta quarta-feira. A primeira partida na temporada será na quinta-feira, às 21h, no Beira-Rio, contra o Veranópolis, pela primeira rodada do Campeonato Gaúcho.

Source

Related posts