You are here

Idosa morta em acidente na BR-251 viajava para a Paraíba pela primeira vez em micro-ônibus, diz genro | Paraíba

“Meu sogro ainda pediu para que ela não viesse [no micro-ônibus] que esperasse para vir de ônibus, o filho dela ainda se ofereceu para pagar a passagem de avião e ela enviar pelo micro-ônibus apenas a bagagem, mas ela preferiu vir, porque era uma pessoa da cidade, conhecida, ia deixar ela na porta de casa, mas, as coisas do destino né? foi uma fatalidade, o motorista não teve culpa nenhuma. Um dia antes eu liguei para ele [o motorista do micro-ônibus] pedi para que ele tivesse um cuidado com ela, porque ela era idosa, e ele me disse que estava tudo bem, eles estavam jantando em Belo Horizonte”, comentou Francisco Sirilo.

De acordo com o genro da vítima, os familiares de todos os paraibanos mortos no acidente estão aguardando que a seguradora responsável faça o traslado dos corpos de Minas Gerais até a cidade de Juazeiro do Norte, no Ceará e de lá os corpos seguem para Catolé do Rocha, onde acontecerá o velório e sepultamento.

Ainda entre as vítimas paraibanas, três eram da mesma família, sendo a mãe e os dois filhos, que viajavam juntos.

O acidente aconteceu na manhã do último sábado (13) no Km 412 da BR-251, em Grão Mogol, no Norte de Minas. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) um caminhão, que fazia o transporte de outro caminhão, invadiu a contramão no sentido Montes Claros e bateu contra um micro-ônibus que seguia no sentido contrário, em direção a Salinas.

Em seguida, uma van de passageiros tentou desviar da primeira colisão, e acabou atingida por uma carreta, saiu da pista e tombou. Na sequência, o caminhão que ocasionou o acidente continuou desgovernado e bateu em uma carreta carregada de papel, a carreta saiu da pista e pegou fogo. Por fim, o caminhão desgovernado atingiu um segundo micro-ônibus e o caminhão que estava sendo transportado como carga, caiu e atingiu o micro-ônibus.

O motorista da carreta que pegou fogo viajava com dois filhos, de 5 e 17 anos. “O condutor conseguiu salvar apenas o filho de 5 anos e a filha de 17 faleceu dentro do veículo”, explicou a agente da PRF Joana Dark.

Um dos micro-ônibus envolvidos no acidente era de Catolé do Rocha, no sertão da Paraíba. As cinco vítimas que morreram eram eram moradores da cidade. O motorista e proprietário do veículo, Kaliandro da Silva de Oliveira, foi um dos mortos no acidente. O prefeito interino de Catolé do Rocha, Lauro Maia, decretou luto oficial de três dias na cidade.

Source

Related posts