You are here

Grêmio retoma estratégia de poupar titulares para ter “tanque cheio” em decisões | grêmio

Ramiro e Kannemann lideram número de jogos em 2017. Renato já adiantou que Marcelo Grohe, Barrios e Edílson não atuam no domingo, contra o Atlético-MG

Ficou explícito no discurso do técnico Renato Portaluppi: o Grêmio não terá força máxima no domingo, às 16h, contra o Atlético-MG, na Arena, pela 19ª rodada do Brasileirão. A sequência de decisões em semanas consecutivas faz o clube, em consenso, decidir pela estratégia e preservar jogadores para dar prioridade à Libertadores, quando entra em campo já na próxima quarta-feira. Ramiro e Kannemann, que lideram a lista de jogos em 2017, devem encabeçar a lista de poupados.

A dupla é, respectivamente, líder e vice-líder de número de partidas na temporada, com 38 para o volante e 37 para o zagueiro. Em seguida, aparecem Pedro Rocha, Luan, Everton e Marcelo Grohe, com 36, sendo este último já ausência confirmada domingo – Paulo Victor fará sua estreia, conforme adiantou o treinador gremista em sua entrevista coletiva. Michel, titular, e Fernandinho, reserva, têm 34 partidas disputadas (confira o número de jogos dos titulares abaixo).

Renato deu todos os indícios que poupará titulares no domingo (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)Renato deu todos os indícios que poupará titulares no domingo (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Renato deu todos os indícios que poupará titulares no domingo (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

A situação foi alvo de debate interno na sexta-feira. O presidente Romildo Bolzan Júnior esteve no CT Luiz Carvalho para uma “pauta extensa” de reuniões com o departamento de futebol. Um dos assuntos foi a preservação de titulares. As decisões com o Godoy Cruz, na quarta, pelas oitavas da Libertadores, e os jogos da semifinal da Copa do Brasil, com o Cruzeiro, dias 16 e 23, são as prioridades.

– Tenho conversado bastante com presidente, diretoria, temos tido o maior cuidado com os jogadores. A equipe na minha cabeça não tem dúvida alguma, mas vai entrar em campo independente do que vem do outro lado. Penso na nossa necessidade e no que precisaremos na próxima quarta-feira – sentenciou Renato.

Alguns jogadores estão em sequência mais forte. O lateral Bruno Cortez, por exemplo, tem 27 jogos em 2017, mas vem de uma série de nove consecutivos. Até começou no banco contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil, na semana passada. Só que Marcelo Oliveira se machucou ainda no primeiro tempo e precisou ser substituído.

MAPA DO DESGASTE DO TIME IDEAL

Jogador Número de jogos
Marcelo Grohe 36
Edílson 22
Geromel 30
Kannemann 37
Cortez 27
Michel 34
Arthur 29
Ramiro 38
Luan 36
Pedro Rocha 36
Barrios 27

Fernandinho tem 16 partidas consecutivas. Só que ele, geralmente, entra no segundo tempo. E é reserva quando todos os jogadores estão à disposição de Renato. Ramiro, por outro lado, é caso mais grave. Além do volume grande na temporada, esteve em campo nove vezes seguidas nos últimos jogos. E viu seu rendimento cair recentemente. Kannemann atuou nos últimos cinco compromissos. Como Geromel não jogou na vitória sobre o Atlético-GO, na quarta, pode acabar escalado no domingo para retomar o ritmo.

– É um período bem complicado para a gente, pela sequência. Nossa função com os demais preparadores físicos é totalmente voltada para a recuperação. Nosso objetivo é tentar recuperá-los (os jogadores), encher o tanque, como falamos, e deixá-los em condição mais próxima da ideal possível para o próximo jogo – disse o preparador físico Rogério Dias após o duelo com o Atlético-GO.

A situação ficará mais clara com a lista de relacionados, a ser divulgada após o treino da manhã deste sábado. Uma projeção de escalação tem: Paulo Victor; Leonardo, Geromel (Bruno Rodrigo), Bressan e Marcelo Oliveira; Maicon, Jailson (Michel, Arthur), Léo Moura, Lincoln e Fernandinho (Everton), Luan, (Everton). No entanto, Renato fez de tudo para esconder os seus escolhidos. Apenas adiantou a presença de Paulo Victor e as ausências de Edílson e Barrios.

Source

Related posts

Leave a Comment