You are here

Governo oficializa concessão do aeroporto de Salvador

A assinatura do contrato ficou para esta sexta-feira, 28 - Foto: Erick Tedesco | A TARDE BSB
A assinatura do contrato ficou para esta sexta-feira, 28
Erick Tedesco | A TARDE BSB

O contrato de concessão do Aeroporto Internacional de Salvador Deputado Luís Eduardo Magalhães, que será administrado pela empresa francesa Vinci Airports nos próximos 30 anos, foi anunciado nesta quinta-feira, 27, pelo governo federal em cerimônia no Palácio do Planalto. A assinatura, revelou o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, acontece nesta sexta-feira, 28, de acordo com o cronograma da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Além do aeroporto na capital, o implemento do Programa de Concessão também beneficiará aeroportos de Florianópolis, Fortaleza e Porto Alegre.

A Vinci Airports vai administrar o Aeroporto Internacional de Salvador de sete a 10 meses junto à Infraero como um momento de transição.

.

O chairman of board da Vinci Concessions, José Luis Menghini, presente no evento em Brasília, pediu paciência à população soteropolitana, mas afirmou que as melhorias de fato acontecerão. “Estamos apenas no primeiro estágio, que é a assinatura, mas certamente vamos nos comprometer hoje mesmo para que as melhorias aconteçam, de forma que continue sendo um excelente aeroporto”.

O contrato vale após 30 dias da publicação em Diário Oficial e, em seguida, a Vinci Airports vai administrar o Aeroporto Internacional de Salvador de sete a 10 meses junto à Infraero, destacou o ministro dos Transportes, como um momento de transição. De acordo com Menghini, a empresa está ciente dos problemas e reformas necessárias no aeroporto, e prospecta que a Vinci terá controle total do aeroporto em meados de 2018.

Além da Vinci, outras empresas que venceram o leilão do governo em março deste ano são a Fraport AG Frankfurt Airport Services e a Zurich Airport. Como ressaltou Quintella, os grupos vão pagar ao governo 25% do valor mínimo de outorga mais o ágio ofertado, que totaliza R$ 1,46 bilhão, que serão pagos à vista. “Os investimentos nesses terminais devem chegar a R$ 6,61 bilhões ao longo da concessão”, garantiu o ministro.

Na cerimônia, Quintella também comemorou os contratos de concessão como um novo fôlego ao transporte aéreo brasileiro. “O Brasil é rentável e seguro para investimentos. O setor aéreo sofreu com a crise e em 2016 perdemos cerca de 101 milhões de passageiros, além de 67 aviões de saíram de operações. Mas as concessões garantirão a retomada”.

O presidente Michel Temer, o último a discursar na cerimônia, comemorou o dinheiro arrecadado pelo governo com as concessões somente nesta fase inicial. “Não é mágica. Todos querem investir no Brasil e o governo está descomplicando regras, sustentando a confiança no investidor”.

Segurança e conforto aos passageiros são umas das medidas previstas no contrato aos aeroportos. Entre pontos que precisam de ajustes imediatos no aeroporto de Salvador estão: condições dos banheiros e fraldários, limpeza do terminal, sinalizações dentro e fora do aeroporto, disponibilização de internet wi-fi (sem fio) gratuita de alta velocidade, melhoria do sistema de iluminação das vias de acesso de veículos e estacionamentos, revisão dos sistemas de climatização, escadas rolantes, esteiras rolantes, elevadores e esteiras para restituição de bagagens.


Source

Related posts

Leave a Comment