You are here

funcionalidade em todas as dimensões

Foto: Divulgação / DivulgaçãoTécnicas de recuperação e reabilitação buscam devolver a qualidade de vida aos pacientes
Técnicas de recuperação e reabilitação buscam devolver a qualidade de vida aos pacientes

A Fisioterapia tem o poder de resgatar a qualidade de vida das pessoas, que buscam no movimento humano, a funcionalidade e a autonomia. Um procedimento médico que auxilia na reabilitação, na promoção, na prevenção, e acima de tudo, na educação em saúde. Esta área de atuação possibilita a redução de sequelas decorrentes de doenças crônicas, que por sua vez, são amenizadas através de uma série de recursos e técnicas fisioterapêuticas.

De acordo com a fisioterapeuta, professora e coordenadora do curso de Fisioterapia da Universidade de Santa Cruz (Unisc), Angela Cristina Ferreira da Silva, esta área busca resgatar e potencializar a funcionalidade em todas as dimensões. Além disso, pode minimizar os agravos físicos funcionais advindos de sequelas de diferentes causas. 

Para contribuir com uma melhor qualidade de vida dos pacientes que foram vítimas destas consequências físicas e psicológicas, várias atividades são desenvolvidas. Segundo a fisioterapeuta, professora e coordenadora da área de estágio da Saúde Coletiva da Unisc, Lisiane Lisboa Carvalho, esta equipe de profissionais atua nas escolas, nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), nas Estratégias de Saúde da Família (ESFs), na empresas, nos hospitais, nas clínicas de fisioterapia e em grupos de conivência que credenciam o fisioterapeuta a potencializar a saúde das pessoas. 

Porém, há uma série de desafios para que este trabalho venha a trazer resultados positivos para a saúde. ‘É preciso acompanhar as demandas e a dinâmica do mercado e inserir o profissional fisioterapeuta na atenção básica e nas políticas de saúde e de educação, para que tenhamos uma melhor produtividade’, afirma Angela.

Entre os desafios da área é preciso ter perspectivas para atender as demandas de mercado. Para Lisiane, esta proposta vem ao encontro da promoção de uma qualificada formação aos estudantes de Fisioterapia. ‘Através de um ensino propositivo que inclua a pesquisa e a extensão como forma de potencialização de novas ações e investigações é possível fomentar tecnologias e assim contribuir com a qualidade de vida das pessoas’, considera.

RECUPERAÇÃO X REABILITAÇÃO

Há algumas diferenças acerca deste tema no que diz respeito ao processo de recuperação e reabilitação. De acordo com Angela Cristina, a primeira dá conta de uma parte do corpo/órgão. Já a segunda, recupera na perspectiva de inclusão do sujeito novamente ao estado anterior através de uma abordagem ampla de uma equipe multiprofissional e interprofissional.

Em todas as áreas existe uma dinâmica intensa de inovação e pesquisa, que busca novos modos de atuação profissional com o objetivo de proporcionar a qualidade de vida das pessoas no âmbito da promoção, prevenção e reabilitação. De acordo com Angela Cristina, vários procedimentos estão inclusos para garantir a eficácia do tratamento médico, entre elas, avaliações com o uso de novas tecnologias no tratamento do assoalho pélvico, reabilitação do sono, avaliação ampliada para o uso de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção, equipamentos de eletrotermofototerapia direcionados à dermatofuncional e úlceras (feridas).

Source

Related posts

Leave a Comment