You are here

Facebook promove a sua VPN, o que pode ser o fim da privacidade

O Facebook virou o seu foco para os dispositivos móveis há alguns anos. Esta foi uma decisão que todos consideraram acertada e que tem dado os seus frutos.

Para garantir a privacidade e para proteger os dados dos seus utilizadores, a maior rede social da Internet está agora a promover a sua VPN, a Onavo. Mas a verdade é que esta pode não ser uma boa decisão para os utilizadores.

Facebook

Foi em 2013 que o Facebook comprou a Onavo, para ter no seu leque de propostas um serviço de VPN. Ao longo dos anos esta proposta tem estado escondida nas suas aplicações móveis.

A VPN do Facebook

Agora tudo parece ter mudado e o Facebook está finalmente a promover a utilização desta sua aplicação, diretamente na versão móvel das suas aplicações. Por agora é apenas nos Estados Unidos e, aparentemente, também apenas na versão iOS da sua oferta.

O novo botão “Protect” está visível no menu da aplicação e encaminha os utilizadores para a App Store, para que descarreguem a app Onavo e a instalem. Não se sabe se esta proposta será alargada a outros países e a outros sistemas operativos móveis.

Facebook Onavo

Onavo, é esta uma boa opção?

Faz todo o sentido que o Facebook promova a sua VPN e que procure proteger os utilizadores e os seus dados, mas a verdade é que a Onavo tem um propósito bem definido e que passa por recolher dados dos utilizadores. É de tal forma claro que o especificam nas regras de utilização.

Quando usa a nossa VPN, nós recolhemos todas as informações que são enviadas e recebidas no seu dispositivo móvel. Isso inclui informações sobre: o seu dispositivo e a sua localização, as aplicações instaladas e a frequência com que usa essas aplicações, os sites que visita e a quantidade de dados que usa.

Isso ajuda a melhorar e operar o serviço Onavo ao analisar o uso de sites, aplicações e dados. Como fazemos parte do Facebook, também usamos essas informações para melhorar os produtos e serviços do Facebook, obter informações sobre os produtos e serviços que as pessoas valorizam e criar melhores experiências.

Assim, quando os utilizadores estiverem ligados a esta VPN, todos os seus dados vão poder ser lidos e processados pelo Facebook, e não apenas os que forem gerados dentro da rede social.

Facebook Onavo

A Onavo tem a capacidade de ler os dados gerados noutras aplicações, bem como muitas informações adicionais, tais como a sua localização, que apps tem instaladas e com que frequência as usa, e até todo o seu tráfego de e para a internet.

É claro que o Facebook e a Onavo não são os primeiros a fazer esta análise de dados para proveito próprio, mas dada a sua dimensão, provavelmente não o deviam promover de forma tão aberta. A utilização de uma VPN é sempre recomendada, mas de preferência uma que não faça a recolha e processamento de dados para proveito próprio, como a Proton.

Mais informações sobre VPN

Source

Related posts