You are here

Euriquinho diz que não fica no Vasco e rebate Edmundo: “Brant é só imagem” | vasco

O Vasco terá mudança importante no comando do futebol independentemente de quem assumir o clube na próxima semana. Em entrevista coletiva na manhã deste sábado, Euriquinho, atual vice de futebol, disse que não segue no cargo – se Julio Brant assumir, a troca já seria evidente.

– Uma coisa que eu tenho certeza é que eu não continuo, independentemente de quem assumir. Para mim não dá. Esse cargo de vice de futebol de um clube é muito desgastante. É um cargo que você cria antipatia com pessoas, imprensa, atletas, e esse não é o perfil que eu gosto. Até mesmo na relação com a imprensa quis sempre ter um perfil de mais diálogo, mas é difícil porque o cargo te impede – disse o dirigente.

Euriquinho deu entrevista coletiva neste sábado (Foto: Bruno Giufrida)Euriquinho deu entrevista coletiva neste sábado (Foto: Bruno Giufrida)

Euriquinho deu entrevista coletiva neste sábado (Foto: Bruno Giufrida)

Em caso de vitória confirmada de Julio Brant no Conselho Deliberativo (300 conselheiros votam em reunião o novo presidente, sendo que pelo menos 120 são aliados do candidato), o vice de futebol será Alexandre Campello. Se Eurico consegue reverter a decisão da Justiça para que os votos da urna 7 sejam contabilizados, porém, terá de buscar uma nova pessoa para o cargo.

Durante a entrevista, Euriquinho até tentou evitar falar de política, mas não aguentou. Questionado sobre acusações de que a atual gestão estaria renovando contratos de jogadores da base por valores altos, fora da média do mercado, o vice de futebol do Vasco rebateu uma publicação de Edmundo, aliado de Brant.

Nesta sexta-feira, o ex-jogador publicou em seu perfil no Instagram uma foto de Eurico Miranda, dizendo que o atual presidente cruz-maltino “tirou proveito do fato” de ser dirigente. Euriquinho ainda disse que Edmundo é quem será o presidente do clube, não Brant.

– Eu não queria falar sobre política de Vasco. Me dá nojo, prejudica o futebol do Vasco, prejudica o Vasco. A cultura do ódio vai destruir o Vasco, vai acabar com o Vasco. O presidente do Vasco está escondido, ninguém conhece. O presidente do Vasco não é o Brant, vai ser o Edmundo. Ele é o presidente. O Julio Brant é só uma imagem. É isso que o mercado sabe. É isso que está espalhado no mercado. Ele tem falado umas besteiras – disse Euriquinho.

Pai e filho conversam durante a eleição do Vasco (Foto: André Durão)Pai e filho conversam durante a eleição do Vasco (Foto: André Durão)

Pai e filho conversam durante a eleição do Vasco (Foto: André Durão)

Logo em seguida, o dirigente leu em voz alta uma mensagem, que, segundo ele, recebeu de Edmundo no dia 12 de dezembro de 2016.

“Quero te dizer que nunca faria isso, tenho muito respeito e admiração pelo seu pai. Nossas diferenças são em relação a como ele administra o clube. Faço parte de um grupo que comete erros porque leva para o lado pessoal coisas que são políticas, mas não penso como a maioria. Quero um Vasco melhor e vou lutar até o fim por isso. Quando tiver alguma dúvida, me liga. Afinal, você sabe que gosto de você e da sua família”, dizia o texto.

Por fim, Euriquinho atacou:

– A imagem que eu tenho do Edmundo é de quando fui buscar ele dentro de uma cela fria. Abri a porta da cela. Estava eu junto ao presidente com a chave da cela para ele sair. O Edmundo é um rapaz condenado por três homicídios, que se fez valer por recursos procrastinatórios para ter a sentença dele interrompida. Por sorte, a lei não era como é hoje. Na lei atual, ele ia preso e não tinha chance. Um recadinho que dou para ele: me esquece. Ele é um mau pai, foi um mau filho e é um mau homem – finalizou.

Procurada, a equipe de Julio Brant disse que não se pronunciaria sobre as acusações de que o candidato não será, de fato, o presidente. A reportagem também tentou contato com Edmundo, mas a ligação caiu direto na caixa postal.

Source

Related posts