You are here

EUA: uma vítima de ataque em hospital segue em estado grave

Nova York – Apenas uma das seis pessoas feridas em um ataque a tiros em um hospital da cidade de Nova York permanecia em estado grave neste sábado. Cinco outras vítimas melhoraram e agora estão em condição estável.

Segundo o vice-presidente do hospital Bronx Lebanon, Errol C. Schneer, a melhora das cinco vítimas é um testemunho de como a equipe respondeu “heroicamente” para salvar vidas quando um médico forçado a deixar ao cargo retornou ao hospital com um rifle AM-15 escondido sob o jaleco e abriu fogo contra o seu antigo departamento, matando uma médica. Henry Bello então disparou contra si mesmo, e cambaleou, sangrando, em um corredor onde caiu e morreu com o rifle ao seu lado, disseram autoridades.

Três pacientes que haviam sido listados como em estado muito grave tiveram seu quadro alterado para estável. Um quarto paciente permanecia em condição estável, enquanto um quinto, também em condição estável, está sendo transferido para outro hospital para cirurgia especializada, disse Schneer. A vítima que continua em estado grave é um médico. A médica Tracy Sin-Yee Tam, 32 anos, foi morta durante o ataque. Ela trabalhava no hospital há cerca de um ano e tinha o apreço de toda a equipe, de acordo com Schneer.

Não estava claro se Bello estava atirando aleatoriamente ou visando pessoas específicas quando se dirigiu ao 16º andar e abriu fogo, dois anos depois de ter sido forçado a deixar o departamento onde trabalhou como médico de medicina familiar em meio a alegações de assédio sexual. Os seus ex-colegas o descreveram como um homem agressivo e disseram que ele teria ameaçado voltar para matá-los. Fonte: Associated Press.

Source

Related posts

Leave a Comment