You are here

Estado Atual – População deve reforçar combate ao Aedes aegypti.

A vizinha cidade de Congonhas já iniciou campanhas e ações preventivas através da Secretaria de Saúde do município.

Forte calor seguido da chegada das chuvas  toda população deve ficar  em alerta para o combate ao Aedes aegypti, que transmite a dengue, Chikungunya e Zika Vírus. Toda atenção  deve ser redobrada durante o período chuvoso, a população deve fazer sua parte para evitar a proliferação do mosquito, que se reproduz em água parada. Até outubro deste ano,  a vizinha cidade de Congonhas registrou 97 casos notificados de dengue, sendo que apenas seis foram confirmados. Nos próximos dias, será realizado o Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa). Os dados foram apresentados durante a reunião do Comitê Municipal de Combate à Dengue, realizado na manhã desta quarta-feira, 11, na Casa dos Conselhos.  Durante o encontro, também foi apresentado o Programa de Monitoramento das Ações de Vigilância em Saúde (PROMAVS), que tem, por objetivo, dar continuidade à implementação de um sistema regionalizado de vigilância em saúde, visando efetivar a descentralização das ações da área para todos os municípios mineiros.

Uma das propostas do PROMAVS é a criação e funcionamento de comitês de enfrentamento à dengue, Chikungunya e Zika. Em Congonhas, o Comitê Municipal de Combate à Dengue funciona desde 2002, sendo referência para a região. É formado por 42 conselheiros titulares e suplentes, que são servidores de todas as secretarias municipais, representantes da sociedade civil e de organizações não governamentais, como COPASA, Polícia Militar e Hospital Bom Jesus. Seu objetivo é fortalecer a articulação entre a Vigilância em Saúde e outros órgãos, contribuindo nas ações de prevenção e combate ao Aedes aegypti.

Prevenção

A prevenção deve ser feita com a eliminação de objetos que podem acumular água. Por isso, a população deve manter a caixa d’água sempre limpa e totalmente tampada; fechar tonéis e tanques de armazenamento de água; eliminar os pratinhos de vasos de plantas; manter os bebedouros de animais domésticos limpos e escovados; e manter piscinas sempre em uso e devidamente tratadas; manter as calhas livres de entupimentos para evitar acúmulo de água.

Também é preciso armazenar e destinar o lixo corretamente, mantendo o recipiente sempre fechado. Além disso, não se deve descartar o lixo ou qualquer outro depósito que possa acumular água no quintal de casa ou de vizinhos, na rua e em lotes vagos.

Source

Related posts

Leave a Comment