You are here

Diretor do Shadow of the Colossus original deu ideias para mudanças no remake

Fumito Ueda, diretor do Shadow of the Colossus lançado para PlayStation 2 em 2005, revelou que enviou à Sony uma proposta com ideias de mudanças para o remake do game revelado na E3 2017.

Ueda falou sobre a versão do game para PS4 em uma entrevista ao site Eurogamer, afirmando que não sabe se alguma de suas sugestões serão levadas em consideração. “Eu transmiti meus comentários sobre o conteúdo e ajustes mas eu não sei se as implementações serão o que eu pedi”.

O tradutor da entrevista então esclareceu: “É ele quem quer mudar alguma coisa, mas ele não sabe se é possível alterar todas as coisas que ele quer.” Ueda não quis detalhar quais foram as sugestões que deu, mas deixou claro o que a questão significa para ele. “Se eu disser uma coisa, e na versão final essa coisa não estiver incluída, então é um problema.”

O plano inicial do Shadow of the Colossus de PS2 era ter muito mais chefões do que os dezesseis que vimos na versão final. Houve especulações de que o remake para PS4 pudesse trazer mais criaturas, mas Ueda diz que é difícil que isso venha a acontecer. “O jogo tem dezesseis inimigos, e há uma história sobre os dezesseis inimigos”, ele explica. “Então mudar essa história… Eu não penso em mudar essa história. Está finalizada com dezesseis inimigos. Está OK.”

Comparação gráfica de trailers: Shadow of the Colossus de 2005 X 2017.

Após a revelação na conferência do PlayStation na E3 2017, a Sony confirmou que Shadow of the Colossus para PS4 será mesmo um remake, com novos visuais e controles atualizados. Sobre o envolvimento de Fumito Ueda no projeto, o presidente dos estúdios internacionais da Sony, Shuhei Yoshida, declarou que ele “não esteve tão envolvido dessa vez”.

Shadow of the Colossus Remake está sendo desenvolvido pela equipe do Bluepoint Games, estúdio por trás das remasterizações em HD de ICO e Shadow of the Colossus para o PS3. O lançamento deve ocorrer em algum momento de 2018.

O game mais recente de Ueda, The Last Guardian, foi lançado em dezembro de 2016. Apesar de não falar sobre seus projetos futuros, ele declarou ao site Eurogamer que “está criando algo bastante diferente” de seu trabalho anterior.

Ele também disse que está desenvolvendo um protótipo e que “gostaria de finalizar o jogo o mais rápido possível”, acrescentando que The Last Guardian levou “tempo demais” por causa de “muitos problemas” durante o desenvolvimento.

Source

Related posts

Leave a Comment