You are here

Detran aumenta fiscalização no DF

No último dia 20, foi publicada no Diário Oficial da União a Lei 13.546, que alterou a pena para o motorista que provocar morte no trânsito, sob efeito de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa. Assim, a partir de 19 de abril de 2018, a pena será de reclusão de cinco a oito anos, e suspensão ou proibição do direito de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Além da maior rigidez nas penas de quem dirige alcoolizado, muitas ações têm sido realizadas visando reduzir os acidentes de trânsito. No Distrito Federal acontece, até o dia 7 de janeiro, a Operação Festa Segura, do Detran-DF, que reforça ações neste fim de ano. De acordo com o diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Detran-DF, Glauber Peixoto, no total, serão realizadas 200 operações com foco na Lei Seca e itens obrigatórios, sendo 80 do tipo blitz e 120 patrulhamentos com abordagens, especialmente nas proximidades de bares, restaurantes, casas de shows e clubes.

Em entrevista ao programa Revista Brasil, Peixoto alertou que os motoristas façam revisões em seus veículos antes de viagens e que não usem celular em hipótese alguma enquanto estiverem dirigindo. “O celular vem causando muito acidente de carro. Fatal, inclusive. Ele já é a terceira maior causa de acidente de trânsito no Brasil, junto com o álcool e o excesso de velocidade”.

Ouça a entrevista na íntegra:

 

Source

Related posts