You are here

Danilo Gentili condenado, mais uma vez, a retirar contedos do ar

 

Humorista foi condenado a apagar v
Humorista foi condenado a apagar vdeo onde ofende a deputada Maria do Rosrio de rede social

 

O apresentador e humorista Danilo Gentili divulgou um vídeo nas redes sociais onde rasga e esfrega no pênis notificação judicial representada pela deputada Maria do Rosário(PT-RS), ex-ministra dos Direitos Humanos do gover Dilma entre 2011 e 2014.

O comunicador desdenhou do conteúdo, rasgou o documento, esfregou dentro das calças, envelopou e remeteu de volta à parlamentar. Toda a ação foi filmada e postada na internet pelo próprio Gentili.

A notificação judicial havia sido enviada pela Câmara dos Deputados em resposta ao conteúdo misógino e ofensivo postado pelo apresentador no Twitter sobre a parlamentar. Em uma delas, exibida no próprio vídeo, ele escreve: “Ai ela chama o cara de estuprador (em referência a uma declaração da deputada sobre Jair Bolsonaro) toma empurrao e dá chilique. Falsa e cínica para caraleo (sic)”.

Por conta da ofensa à imagem de Maria do Rosário no vídeo postado pelo humorista, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) determinou a retirada no prazo de 24 horas do vídeo “de natureza misógena” em que Danilo ofende a deputada.

De acordo com o documento emitido pelo desembargador Túlio Martins, “o vídeo veiculado é de natureza misógina, representando agressão despropositada a uma parlamentar e às instituições, materializando-se virtualmente em crise que, se for o caso, deverá ser apurado em instância própria”.

A decisão ainda prevê uma multa diária a partir da notificação em caso de eventual descumprimento. Também está previsto, em uma nova fase do processo, o julgamento por dano moral.

Esta não é a primeira vez que o comunicador foi condenado a remover conteúdos das redes sociais. O tribunal de Justiça de São Paulo determinou que Gentili retirasse ofensas publicadas contra o jornalista Gilberto Dimenstein, sob pena de R$ 1 mil por cada dia em que as postagens permanecerem no ar.
 
Há cerca de um mês, o apresentador foi acusado de racismo ao fazer piada com a assistente de palco Juliana nas redes sociais. Ele se irritou com uma publicação do Catraca livre sobre o caso e comentou: “Vocês são burros e não sabem ler? Ou são apenas jornalistas merdas que não conferem as coisas? Que vocês e o Dilmastein vão pra p*** que pariu”, dentre outras ofensas.

Source

Related posts

Leave a Comment