You are here

Crea-RJ faz vistoria na Praia da Macumba: ‘Não vemos risco iminente aos moradores’ | Rio de Janeiro

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ) realizou vistoria nesta quarta-feira (18) no calçadão da Praia da Macumba, que desmoronou nos últimos dias provocando até o afundamento de um quiosque.

De acordo com o engenheiro Jorge Matos, ainda não é possível afirmar que houve um erro de projeto. “A Prefeitura está trabalhando para fazer a recuperação desse trecho. Não vemos risco iminente aos moradores, mas o calçadão já está devidamente interditado”, afirmou.

De acordo com ele, o órgão está em contato com a Prefeitura para saber se os profissionais responsáveis pela obra de recuperação estão legalmente habilitados para prestar os serviços.

Segundo Luiz André Moreira, coordenador geral da Defesa Civil Municipal, até o momento não foi verificado nenhum dano à estrutura dos prédios localizados em frente à orla.

“Já foram feitas sete vistorias para avaliar a estrutura dos prédios e nada foi constatado. Não há risco para os moradores. Quanto aos quiosques, eles foram interditados na segunda vistoria realizada, quando inclusive assinaram o auto de interdição”, disse Moreira.

A comerciante Regina Canuto, 61 anos, é dona do último quiosque da Praia da Macumba, que não foi afetado pela erosão. Emocionada, ela relembra que, na década de 1990, era dona de um trailer que ficava exatamente no ponto onde o quiosque afundou, e que perdeu tudo que tinha, já que parte dele foi levado pelo mar.

“A gente trabalha com muito sacrifício, porque isso tudo foi muito sacrifício nosso. E hoje, eu aqui, parece que eu estou passando o que eu passei há alguns anos. Quando foi feita essa obra, eu falei que não ia adiantar nada. Mas as pessoas não acreditam na gente. É muito difícil. Toca em mim como se acontecesse comigo novamente. Mas espero que o prefeito faça alguma coisa pela gente. Porque nós temos as nossas contas a pagar, nossas despesas, nossa vida. E eu tenho uma vida aqui na Macumba.”

Source

Related posts

Leave a Comment