You are here

Corpo encontrado no Rio Jucu é de médica desaparecida, diz família

Familiares de Jaqueline Colodetti confirmaram que o corpo encontrado no Rio Jucu é o da médica, que estava desaparecida desde o dia 3

O corpo encontrado no último domingo (15), no Rio Jucu, em Domingos Martins, região serrana do Espírito Santo, é da médica cardiologista Jaqueline da Penha Colodetti, de 52 anos. A informação foi confirmada pela família de Jaqueline na tarde desta segunda-feira (16).

Segundo a assessoria da família, um profissional do Departamento Médico Legal (DML) entrou em contato com familiares e confirmou que o corpo realmente é o da médica, que estava desaparecida desde o último dia 3.

Ainda de acordo com a família, a constatação foi feita com base em uma série de informações sobre as características físicas da médica e da análise da arcada dentária do corpo. Foi constatado, por exemplo, que o corpo possuía uma prótese de silicone e aparelho dentário, assim como Jaqueline. Além disso, a roupa do corpo correspondia à que Jaqueline vestia.

Familiares estiveram no DML, acompanharam o processo de identificação e liberaram o corpo na tarde desta segunda. A assessoria da família da médica informou que o velório e sepultamento de Jaqueline devem acontecer nesta terça-feira (17), em Campo Grande, Cariacica.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que as investigações sobre as causas da morte seguirão sob responsabilidade da Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM).

Encontro do corpo

De acordo com informações do delegado responsável pelo caso, Eduardo Oliveira, o corpo foi encontrado próximo a uma torre de telefonia. Ele teria sido encontrado por um proprietário rural da região, que acionou o Corpo de Bombeiros.

O delegado esteve no local e disse que o corpo estava em avançado estado de decomposição. Ainda segundo Oliveira, a mulher vestia calça jeans, e tinha aparelho nos dentes. O corpo foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória para identificação.

Desaparecimento

Jaqueline desapareceu quando voltava de Domingos Martins para Campo Grande, em Cariacica, onde morava e tinha uma clínica médica.

Segundo a família da cardiologista, o caseiro de um sítio contou que viu a médica dentro do carro dela próximo a ponte do Rio Jucu. O veículo foi encontrado com todos os pertences.

Após o desaparecimento da médica, equipes do Corpo de Bombeiros e voluntários realizaram diversas buscas principalmente na região onde Jaqueline foi vista pela última vez, entre Viana e Domingos Martins.

Dias depois, familiares da médica receberam informações de que Jaqueline teria sido vista na Bahia e as buscas passaram a se concentrar em municípios do estado vizinho. Um caminhoneiro chegou a entrar em contato com a família e disse ter dado carona para a médica até a cidade de Poções. Por causa disso, na semana passada alguns familiares de Jaqueline foram para a Bahia, na tentativa de obterem alguma informação sobre seu paradeiro.

Source

Related posts