You are here

Copom reduz a taxa Selic para 10,25%

mm black 728

O dia começa com os mercados tendo que ajustar algumas situações importantes. O Copom decidiu reduzir a taxa Selic em 1,0% para 10,25%, conforme o esperado, mas sinalizou queda menos nas próximas reuniões, o que certamente mexerá com os juros (principalmente curtos) na abertura.

O Senado aprovou fim do foro privilegiado, mas blindou políticos da prisão. O STF, pelo relator Barroso, quer que foro privilegiado seja apenas quando do exercício do cargo. O STF continua votação hoje. E o ministro Edson Fachin não atendeu as demandas do presidente Temer de postergar interrogatório da Polícia Federal, mas disse que ele pode não responder perguntas relacionadas à gravação da JBS. Temer blindou seu principal colaborador, Moreira Franco.

300×250 4 reais

A Bovespa terminou o mês de maio com queda de 4,1%, mas ainda mantém alta de mesmos 4,1% no ano de 2017.

Começa reunião de cúpula entre União Europeia e a China. Na China, o PBOC (BC Chinês) promoveu forte ajuste da paridade do yuan em relação ao dólar em 6,809, de anterior em 6,863. A moeda fechou com valorização. Ainda na China, o PMI industrial de maio caiu para 49,6 pontos (anterior em 50,3 pontos), o que significa contração já que veio abaixo de 50 pontos.

No Japão, o PMI de maio subiu para 53,1 pontos e na Índia encolheu para 51,6 pontos, no menor patamar em três meses. Na Alemanha, o PMI de maio subiu para 59,5 pontos e na zona do euro ficou em alta para 57,0 pontos. O do Reino Unido registrou queda para 56,7 pontos. Falando em Reino Unido, Theresa May, não foi ao debate de TV ontem, faltando uma semana para as eleições.

Na Itália, o PIB do primeiro trimestre foi confirmado em +0,4% e Donald Trump está considerando ampliar a produção de petróleo no Alasca, ao mesmo tempo em que define se fica no acordo de Paris sobre poluição. Isso está causando grande mal estar na Europa.

Na sequência dos mercados no exterior, o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 0,14%, com o barril cotado a US$ 48,39. O euro era transacionado em US$ 1,12 e os notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 2,23%. Ouro e prata em queda na Comex e commodities agrícolas com viés de alta na bolsa de Chicago.

No Brasil, a Polícia Federal deflagra nova fase no Rio de Janeiro e São Paulo (Operação Ratatuille) para prender pessoas ligadas à alimentação em presídio na época de Sergio Cabral. A FGV anunciou que o IPC-S de maio subiu para 0,52% (anterior em 0,12%), mas o dado mais importante foi o PIB do primeiro trimestre divulgado pelo IBGE.

O PIB do trimestre cresceu 1,0% contra o trimestre anterior, mas no comparativo com igual período de 2016, teve queda de 0,4%. Destaque absoluto para o PIB agropecuário que expandiu 13,4%, e contra mesmo período de 2016 alta de 15,2%. A formação bruta de capital fixo do trimestre encolheu 1,6% e contra igual período queda de 3,7%. A taxa de investimento ficou em 15,6% e a taxa de poupança em 15,7%.

Na sequência dos mercados, os DIs ajustando em alta para todos os vencimentos e o dólar abrindo em queda de 0,41% e cotado a R$ 3,22. A Bovespa começando o dia em leve alta de 0,14% acompanhando exterior favorável nesse início de manhã.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado

Source

Related posts

Leave a Comment