You are here

Comrcio perdeu quase 10 mil lojas no primeiro semestre – Economia

Braslia, 06 – O comrcio brasileiro registrou o fechamento de 9.965 lojas no primeiro trimestre. Apesar de ainda negativo, o nmero mostra forte desacelerao depois de um longo perodo de contrao no varejo. Segundo dados apresentados pela Confederao Nacional do Comrcio (CNC), o fechamento de lojas nos primeiros trs meses do ano foi 75% menor em relao ao mesmo perodo do ano passado. Para a entidade, isso indica melhora significativa no setor.

Embora o indicador ainda esteja no vermelho, h expectativa de que feche o ano no zero a zero. O que, na avaliao da CNC, pode ser considerado um fato favorvel. O economista-snior da CNC, Fabio Bentes, prev ainda que o comrcio deve voltar a registrar abertura lquida de lojas em 2018.

O economista disse ainda que h perspectiva de um quadro bem mais favorvel no segundo semestre de 2017. A CNC estima um crescimento 1,2% no varejo no ano de 2017 em relao ao anterior. At o primeiro quadrimestre, h queda de 1,8%, mas a expectativa de trajetria favorvel nos prximos meses.

Apesar do nmero global ser negativo no quadrimestre, as vendas j esto positivas nos setores de vesturio e calados, materiais de construo e mveis e eletrodomsticos.

Supermercados. A expectativa que o prximo setor que voltar ao azul seja o de hiper e supermercados – o mais importante do varejo brasileiro. Esse segmento vem apresentando aumento da concentrao e a tendncia deve continuar, cita a CNC. Outras tendncias so o aumento da presena de importados no fim do ano e a indicao de que o comrcio de rua deve perder mais espao para o comrcio eletrnico.

A entidade do comrcio tambm traou um cenrio mais favorvel no emprego no varejo, com estabilidade no ano de 2017 – que deve terminar com pequeno crescimento de 2 mil postos de trabalho – depois do grande fechamento de 175 mil empregos em 2015 e 177 mil vagas em 2016.

Apesar da poltica, a economia anda, disse o economista-chefe da CNC, Carlos Thadeu de Freitas. Ele ainda destacou que os sinais para a atividade em 2018 so favorveis e que o pior j passou.

(Adriana Fernandes)

Source

Related posts

Leave a Comment