You are here

Coca-Cola é investigada por reduzir tamanho de lata

Órgão do Ministério da Justiça investiga se houve maquiagem de preços

Por
Da redação

access_time

30 jun 2017, 20h26 – Publicado em 30 jun 2017, 18h25

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça, abriu um processo para investigar se houve maquiagem de preços por parte da Coca-Cola. A suspeita é de que a empresa tenha diminuído o tamanho da lata de refrigerante sem avisar os consumidores.

A empresa passou a vender latas de 310 mL pelo mesmo preço que, antes, era da lata de 350 mL.

Ambos os produtos são comercializados no mercado, mas a Senacon diz que o comprador pode ter sido levado a crer que houve substituição.

“A empresa deu uma ênfase grande com publicidade na mudança. Mesmo mantendo a lata anterior, parece que ela está tendo menor vendagem”, disse Arthur Rollo, secretário nacional do consumidor do ministério da Justiça.

Caso seja confirmada a suspeita, a Coca-Cola pode ter que pagar um multa que varia de cerca de 600 a mais de 9 milhões de reais, dependendo do porte da empresa, do âmbito da infração, entre outros fatores.

Em nota, a Coca-Cola disse que o preço da lata de 350 mL não era alterado desde 2015 e, por isso, foi reajustado para cima em junho deste ano. Assim, quando foi lançada a lata menor, ela entrou no mercado com o valor do vasilhame antigo.

A empresa afirmou que “a lata de 310 mL é mais uma opção de embalagem e não está substituindo a de 350 mL”. Segundo a Coca-Cola, em junho, 32 mil estabelecimentos receberam o refrigerante em lata —24 mil desses clientes compraram a de 350 mL.

Para Rollo, se a empresa tivesse lançado um novo produto praticado com um preço completamente diferente, “não haveria nenhuma sugestão de problema.”

Inicialmente, a Coca-Cola havia afirmado que “cada embalagem traz claramente a informação da quantidade da bebida que contém.” Depois, informou que, no Rio de Janeiro, as latas de 310 ml de Coca-Cola, lançadas em junho, vão ganhar no rótulo um aviso para facilitar a identificação, pelo consumidor, de que se trata de uma nova embalagem, diferente da 350 mL.

“Apesar de estarmos aumentando a variedade de opções e não alterando embalagens já existentes no mercado, avaliamos que, se há dúvidas entre alguns clientes, vamos ser mais claros em nossa comunicação”, afirmou a Coca-Cola. A previsão é de que a lata de 310 ml com o rótulo novo chegue ao mercado do Rio nos próximos dias.

Segundo o secretário, a empresa está para ser notificada e, a partir de então, terá dez dias para prestar esclarecimentos. A Coca-Cola diz que ainda não foi oficialmente notificada.

 

 

Source

Related posts

Leave a Comment