You are here

Carlos Tramontina comunica ao público saída de William Waack da Globo – Quem

Carlos Tramontina (Foto: Reprodução)

Carlos Tramontina apresentou a edição de sexta-feira (22) do Jornal da Globo e comunicou aos telespectadores sobre a rescisão do contrato de William Waack com a TV Globo.

“Antes de começar a edição do Jornal da Globo, eu vou ler o comunicado divulgado em conjunto pela TV Globo e pelo jornalista William Waack, que apresentava este telejornal. Em relação ao vídeo que circula pela internet desde 8 de novembro de 2017, William Waack reitera que nem ali, nem em nenhum outro momento de sua vida, ele teve o objetivo de protagonizar ofensas raciais. Ele repudia de forma absoluta o racismo e afirma que nunca compactuou com este sentimento abjeto e que sempre lutou por uma sociedade inclusiva e que respeite as diferenças. William Waack pede desculpas a quem se sentiu ofendido e que todos merecem seu respeito”, leu Tramontina.

O texto diz ainda: “A TV Globo e o jornalista decidiram que o melhor caminho a seguir é o encerramento consensual do contrato de prestação de serviços que mantinham. A TV Globo reafirma seu repúdio ao racismo em todas as suas formas e manifestações. E reitera a excelência profissional de Waack e a imensa contribuição dele ao jornalismo da TV Globo e ao brasileiro. E a ele agradece os anos de colaboração.”

Tramontina seguirá como apresentador do SP2 e Antena Paulista na próxima semana. A substituta de William Waack será Renata Loprete, que assumirá como titular do noticiário. “A jornalista Renata Loprete passa a ser a apresentadora do Jornal da Globo. Ela está de folga nesses dias e ocupará esta bancada a partir de quarta-feira da semana que vem”, informou Tramontina.

ENTENDA O CASO
Em um vídeo gravado durante a cobertura das mais recentes eleições presidenciais norte-americanas, em 2016, Waack foi filmado dizendo uma frase considerada racista. Nas imagens, é possível ouvir alguém buzinando, até que Waack afirma: “Tá buzinando por que, seu merda do cacete? Você é um…, não vou nem falar, eu sei quem é…”. Depois continua, em um trecho no qual parece dizer: “É preto, é coisa de preto”.

Source

Related posts