You are here

Carille ignora falta de reforço para a zaga e enaltece elenco corintiano: ‘100% satisfeito’

Agência Corinthians

Fabio Carille, técnico do Corinthians, observa Clayson em treino

Fabio Carille, técnico do Corinthians, observa Clayson em treino

O técnico Fábio Carille não se mostrou nem um pouco incomodado com os fracassos das investidas do Corinthians para contratar um zagueiro para compor o seu elenco – o prazo para inscrições de jogadores no Campeonato Brasileiro terminou na sexta-feira. Para ele, era mais importante manter o elenco campeão paulista do que trazer reforços.

“Estou 100% satisfeito. Foi maravilhoso. Sempre deixei bem claro que a nossa maior contratação seria não perder ninguém. Isso foi conversado com a diretoria do Corinthians”, comentou Carille.

Após desmanchar o elenco campeão brasileiro de 2015 e penar em 2016, a diretoria endossou o discurso que Tite já pregava quando estava no clube. Assim, o Corinthians resistiu às propostas que recebeu por alguns destaques do seu elenco, o zagueiro Balbuena, o lateral esquerdo Guilherme Arana e o meia Rodriguinho. Apenas um atacante reserva saiu, o prata da casa Léo Jabá, para o russo Akhmat Grozny.

“Falei para a diretoria que, se não perdêssemos ninguém, teríamos 98% de chances de estar na Libertadores. Não imaginava que faríamos um primeiro turno tão bom, mas tinha a certeza da vaga na Libertadores”, disse Carille, que levou o Corinthians à liderança do Campeonato Brasileiro, com 50 pontos, sete de vantagem para o Grêmio, e já não se contenta só com a classificação ao torneio continental.

Mesmo que estivesse mais preocupado com possíveis baixas, o técnico também almejava receber reforços pontuais – ganhou apenas o meia Clayson, vindo da Ponte Preta ao final do Campeonato Paulista. A prioridade era encontrar alguém para a zaga, já que os titulares Balbuena e Pablo sofreram com lesões (hoje, ambos estão recuperados) e Vilson seguia sob cuidados do departamento médico.

O Corinthians, então, tentou se reforçar com Anderson Martins, que parou no Vasco, Leandro Castán, ainda na italiana Roma, e Emerson Santos, de saída do Botafogo para o Palmeiras. Os reservas imediatos de Balbuena e Pablo ainda são dois pratas da casa, Pedro Henrique e Léo Santos.

Source

Related posts

Leave a Comment