You are here

Carille e Dorival se encontram em clássico vivendo momentos distintos

O Clássico Alvinegro deste sábado, entre Corinthians e Santos, pelo Campeonato Brasileiro, reserva um ingrediente interessante em relação aos treinadores das duas equipes. Vivendo situações completamente opostas, o ainda inexperiente Fábio Carille entra em campo com moral para enfrentar o já consagrado Dorival Júnior, que vai para a partida procurando acabar com as atuações irregulares do time na temporada.

No comando do Corinthians desde o início de 2017, Fábio Carille vive talvez seu momento de maior tranquilidade a frente do cargo. O treinador, que exerceu por muitos anos a função de auxiliar no clube, assumiu o time com a difícil missão de retomar o caminho de vitórias à equipe que teve um desempenho irregular em 2016, principalmente após a saída do técnico e ídolo Tite.

Com grande responsabilidade após as fracassadas passagens de Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira e até dele próprio como técnico interino, Fábio Carille assumiu o time se comprometendo ao menos a fazer com que a equipe do Corinthians voltasse a jogar de forma organizada, afirmação feita durante sua apresentação oficial no cargo.

Em poucos meses, o treinador conseguiu mais do que isso. Com um grande início de trabalho, Fábio Carille garantiu a conquista do Campeonato Paulista, montou um time competitivo e ostenta agora uma sequência de 16 jogos sem derrota, ocupando a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. O único fracasso de sua passagem até o momento foi a eliminação da Copa do Brasil para o Internacional, perdendo nos pênaltis por 4 a 3 após empate em 2 a 2 no placar agregado dos 180 minutos.

Segundo o

Almanaque do Timão

, em sua curta passagem pelo Corinthians até então, Fábio Carille possui 22 vitórias, 14 empates e seis derrotas, com um aproveitamento de 63,5% dos pontos. Os números incluem as duas passagens do treinador como técnico interino em 2010 e 2016.

Do outro lado do confronto, o já consagrado Dorival Júnior entra em campo com um grande desafio. Mesmo com a história que possui no Santos, sendo o sétimo técnico com mais jogos pelo clube, com 188 no total, o treinador tem sido alvo de desconfiança, principalmente pelo início irregular na temporada após as grandes expectativas criadas pelo bom ano de 2016.

Na atual temporada, o Santos não conseguiu engrenar uma boa sequência de atuações. No Campeonato Paulista, foi eliminado de forma precoce pela Ponte Preta, nas quartas de final. Além disso, no Campeonato Brasileiro, o Peixe teve um início irregular, com uma vitória e duas derrotas nas três primeiras rodadas.

Em contrapartida, o time se classificou de forma tranquila para as oitavas de final da Copa Libertadores, sendo a única equipe a avançar de forma invicta, e também para as quartas da Copa do Brasil, eliminando o Paysandu com dois triunfos.

Com isso, Dorival Júnior ganhou respaldo para seguir seu trabalho no Santos e buscar a retomada do grande futebol apresentado em 2016. Nada melhor do que uma vitória em um clássico para aliviar a pressão em cima do treinador.

Sétimo em número de jogos no comando do Santos, Dorival Júnior possui um total de 188 partidas pela equipe, com 111 vitórias, 34 empates e 43 derrotas, acumulando um aproveitamento de 65% somando a primeira passagem, no ano de 2010, e a segunda, iniciada em 2015 e com duração até o presente momento. Os números são do

Acervo Histórico Santos Futebol Clube

. No Peixe, o técnico possui os títulos da Copa do Brasil de 2010 e dos Campeonatos Paulistas de 2010 e 2016.

A partida entre Corinthians e Santos, válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, está marcada para este sábado, às 19h(de Brasília), na Arena de Itaquera.


Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

Source

Related posts

Leave a Comment