You are here

Câmara do Nokia 8 desilude nos testes da DxOMark

O Nokia 8 chegou ao mercado há uns meses e apresentou-se como uma oferta bastante interessante no segmento alto.

No entanto, para a DxOMark, a fotografia é um ponto que a HMD Global tem de melhorar, tendo dado uma péssima nota a este smartphone.

Nokia 8 - 07

A Nokia foi uma das marcas mais marcantes no mundo dos telemóveis e continua a ser para muitos um exemplo de qualidade e durabilidade. Agora nas mãos da HMD Global, a Nokia despoletou para o mundo Android em 2017, algo que muitos apontam que já deveria ter acontecido mais cedo.

Para a sua introdução no mercado, a marca finlandesa optou por apresentar um leque de escolha bastante completo que dispõe de soluções para várias gamas. Embora não esteja livre de alguns problemas, a primeira geração de smartphones da Nokia já demonstra alguma das qualidades a que estávamos habituados e demonstra ter uma boa margem de evolução para o futuro.

O Nokia 8 é o primeiro topo de gama lançado para o mercado e marca uma aposta na qualidade de som, com o sistema de captura de som OZO, e na fotografia com a aposta nas lentes Carl Zeiss e a introdução Dual-sight e das bothies. No entanto, é precisamente na fotografia que o Nokia 8 tem dado que falar nos últimos tempos, depois da DxOMark ter avaliado a sua câmara com uma pontuação de 68 pontos, muito abaixo dos restantes topos de gama.

nokia 8 dxomark

Nokia 8 chumba no teste de fotografia da DxOMark

Para fotografia, o Nokia 8 dispõe de uma câmara dupla na parte traseira com dois sensores de 13 MP, um RGB e outro monocromático, ambos com abertura f/2,0 e lentes Zeiss. No sensor RGB contamos ainda com um sistema de estabilização ótico (OIS).

Olhando para o papel, parecem estar todos os requisitos cumpridos para termos uma câmara com bons resultados, no entanto, segundo o teste da DxOMark, a prática poderá ser um pouco diferente.

Nokia 8 - 03

 

Dando uma pontuação de apenas 68 pontos, muito abaixo dos restantes topos de gama, a DxOMark refere que a câmara do Nokia 8 tira boas fotos em algumas situações mantendo uma boa exposição e um bom equilíbrio de brancos. No entanto, foram registados níveis baixos de saturação em algumas fotografias e uma notável diferença da renderização das cores entre o centro e as extremidades da imagem.

Além disso, foi ainda considerado que o Nokia 8 tem um bom alcance dinâmico, no entanto apenas quando o HDR automático está ligado, e que apresenta alguns problemas na textura, no ruído e no detalhe que estragam o desempenho geral.

nokia 8 dxomark foto 1

Em ambientes de pouca luz ou interiores, as fotografias registam uma perda de qualidade ainda maior, diminuindo o detalhe e com alguma perda na nitidez. Já no uso do flash LED, o Nokia 8 apresenta bons resultados no campo da exposição e cor.

nokia 8 dxomark foto 3

Ao nível da focagem automática, foram registados bons resultados no geral, embora os resultados sejam pobres em condições de pouca luz. Já o Zoom de 2x não é recomendado, visto que existe uma grande perda de qualidade.

No entanto nem tudo são críticas neste smartphone. O modo de retrato foi elogiado pela DxOMark, que afirma que os resultados estão acima de alguns dos smartphones da concorrência.

nokia 8 dxomark foto 2

Por fim, no vídeo, os resultados também não foram espantosos. Segundo as conclusões dos testes, os resultados da estabilização são comparáveis aos do Samsung S6 Edge e a exposição sofre uma grande variação com as mudanças de luminosidade o que prejudica também o detalhe.

O Nokia 8 recebeu uma péssima nota da DxOMark e coloca agora um grande desafio na HMD Global para apresentar grandes melhorias na componente fotográfico do seu próximo topo de gama. A Nokia sempre foi conhecida por ter boas câmaras e decerto que com a evolução recuperará esse estatuto.

Via: DxOMark

 

Source

Related posts