You are here

Briga na Estação Pinheiros começou com pisão no pé e deixou 14 feridos; VÍDEO | São Paulo

Testemunhas disseram que pensavam se tratar de um tiroteio. ‘O que a gente escutava era só é tiro, é tiro, é tiro, socorro’, disse uma passageira.

Confusão na estação Pinheiros deixa 14 pessoas feridas

Confusão na estação Pinheiros deixa 14 pessoas feridas

Imagens de câmeras segurança registraram a confusão na Estação Pinheiros da CPTM e da Linha 4-Amarela do Metrô que deixou ao menos 14 feridos. Eles foram levados para hospitais da região. A briga começou por causa de um pisão no pé, segundo testemunhas.

Eram 8h24 quando começou a confusão. Dois homens começaram a se empurrar e partiram para a briga. No empurra-empurra, um passageiro derrubou a grade de proteção. Assustados com o barulho, as pessoas começaram a correr. Algumas pessoas chegaram a cair e foram pisoteadas.

Testemunhas disseram que pensavam se tratar de um tiroteio. “O que a gente escutava era só é tiro, é tiro, é tiro, socorro. Era só isso que a gente escutava. E a moça que a gente ajudou, ela falou foi tiro, foi tiro”, afirmou a comerciante Carmen Lúcia Oliveira dos Santos.

Uma mulher disse ao SP2, que a filha, deficiente física, foi praticamente atropelada pelos outros passageiros. “Escutaram um estouro, não sabe da onde que veio. E daí começaram a correr, e ela como é frágil, ela não tem coordenação do lado direito, derrubaram ela, pisaram nela, arrancaram os cabelos dela. Gente, pelo amor de Deus, isso não pode acontecer. Isso não pode acontecer”, afirmou Maura Beileler, inspetora de escola.

Imagens mostra a confusão na Estação Pinheiros do Metrô e CPTM (Foto: TV Globo/Reprodução)Imagens mostra a confusão na Estação Pinheiros do Metrô e CPTM (Foto: TV Globo/Reprodução)

Imagens mostra a confusão na Estação Pinheiros do Metrô e CPTM (Foto: TV Globo/Reprodução)

Um dos envolvidos na briga prestou depoimento na delegacia do metrô, na Barra Funda. O agente de segurança – que estava a caminho do trabalho – contou à polícia que tudo começou porque um outro passageiro pisou no pé dele. Disse ainda que quando virou para ver o que tinha acontecido foi agredido por esse homem.

A advogada dele, Bianca Cesário de Oliveira, disse que o cliente não teve relação com o tumulto. “Ele é vítima de tudo o que aconteceu e está muito abalado.”

Com base nas imagens, a polícia quer identificar o outro homem que estava na briga. “Na verdade, não houve lesão corporal. Então, a gente tem ai no caso uma contravenção penal de vias de fato”, explica o delegado Rafael Zanon da Silva.

A CPTM informou que equipes socorreram as vítimas e que está colaborando com a investigação. A assessoria da ViaQuatro disse que ajudou a socorrer quatro feridos que correram para a área do Metrô.

Source

Related posts

Leave a Comment