You are here

Bolsas caem com PIB dos EUA

As principais bolsas de valores globais apresentam perdas nesta quinta-feira, 29, após a divulgação do produto interno bruto dos Estados Unidos. Com isso, as bolsas europeias e norte-americanas operam em campo negativo.

Ásia

Na Ásia, as bolsas encerraram o pregão em campo positivo. O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio fechou com alta de 0,44%, aos 20.220,30 pontos. O segundo indicador, o Topix, que reúne os valores da primeira seção, subiu 0,60%, para 1.624,07 pontos.

Europa

Por outro lado, as bolsas europeias apresentam perdas nesta manhã.

Por lá, o índice de confiança do consumidor nos 17 países que compõem a zona do euro ficou estável -1,3 pontos em junho deste ano, segundo dados divulgados hoje pela Comissão Europeia. Analistas previam uma estabilidade (-1,3%).

Já o índice de confiança dos consumidores alemães deve subir em julho, conforme divulgado hoje pelo instituto GFK. O indicador deve ficar em 10,6 pontos, uma alta em relação aos 10,4 pontos de junho.

EUA

Em Wall Street, bolsas operam com perdas no início da sessão.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu 1,4% no primeiro trimestre de 2017 (1T17) na série anualizada, contra os 1,2% do trimestre anterior, segundo dados do governo publicados nesta quinta-feira, 29.

Contudo, o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos anunciou que os pedidos semanais de auxílio-desemprego registraram alta. Na semana terminada em 23 de junho, foram registrados 244 mil pedidos de seguro-desemprego. Na semana anterior, foram registrados 242 mil pedidos.

Brasil

Aqui no Brasil, o Ibovespa avança 0,66% impulsionado pela Vale.

Empresas

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica – Cade reprovou, por maioria, o ato de concentração referente à aquisição da Estácio Participações pela Kroton Educacional. O Tribunal do Cade considerou que a proposta de remédios apresentada pelas partes não resolve os potenciais impactos concorrenciais identificados durante a análise da operação, que resultaria na união das duas maiores instituições privadas de ensino superior do Brasil.

Agenda

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou -0,67% em junho, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em maio, o índice variou -0,93%. Em junho de 2016, a variação foi de 1,69%. A variação acumulada em 2017, até junho, é de -1,95%. Em 12 meses, o IGP-M registrou taxa de -0,78%.

Já o Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu a meta de inflação para 2019 em 4,25% e para 2020 em 4%. O anúncio foi feito pelos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo de Oliveira, e o presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn. O intervalo de tolerância é 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. A meta deve ser perseguida pelo Banco Central. 

Câmbio

Por fim, no mercado de câmbio, o dólar deverá apresentar perdas em relação às principais moedas, refletindo a expectativa de redução mais rápida dos estímulos monetários na Área do Euro e no Reino Unido.

(MR – Agência IN)

Source

Related posts

Leave a Comment