You are here

Atualizações do Windows 10 vão poder ser ainda mais controladas

As atualizações do Windows sempre foram um tema de discussão recorrente e no Windows 10 não é diferente. Os utilizadores querem controlar como e quando as fazem, estando a Microsoft no extremo oposto, forçando muitas vezes que as atualizações aconteçam.

Com a nova atualização do Windows 10 quase a chegar, a Microsoft resolveu agora dar ainda mais controlo aos utilizadores sobre como as atualizações são tratadas.

Windows 10

A maioria dos utilizadores do Windows 10 quer as suas máquinas atualizadas com as mais recentes correções e as mais recentes novidades, mas quer, ao mesmo tempo, que estas tenham o menor impacto possível e que sejam transparentes na sua instalação.

É por isso que a última build do programa Insiders (build 16237) trouxe uma novidade, que vai dar o controlo quase total aos utilizadores. Vão poder finalmente indicar como e quando essa atualização será descarregada e até que largura de banda pode ser usada.

A novidade está na zona de configurações do Windows 10, na secção dedicada às atualizações, numa área de configurações avançadas. Aí, os utilizadores vão poder definir qual a percentagem largura de banda que as atualizações vão poder consumir na descarga de atualizações e qual a que pode ser usada para fornecer atualizações a outras máquinas da rede.

atualizações Windows 10

Há ainda a possibilidade de definir qual o volume máximo de dados que estas podem consumir mensalmente e obter informações sobre os consumos feitos até ao momento.

Depois da Microsoft ter começado a obrigar os utilizadores a fazer as atualizações do Windows 10, dando-lhes apenas a possibilidade de atrasarem a sua instalação, a maioria mostrou-se desagradado.

Estas novas opções permitem que muitas das queixas deixem de fazer sentido, estando agora o controlo nas mãos dos utilizadores, sem que, no entanto, deixem as atualizações para mais tarde.

Leia também

Source

Related posts

Leave a Comment